Após fortes emoções e a grande reunião na primeira parte da Crise nas Infinitas Terras, chegamos na segunda parte e aqui desenrola o momento que particularmente eu estava esperando bastante por ele. Sobreviveu ao final da parte 1? Então respira e vamos aos eventos desenrolados em The Flash que conseguiram aumentar ainda mais o "etâ krl!" do crossover.




Começando as side quests

Agora que a galera tá reunida e incrivelmente já tivemos uma baixa pra agitar o Arrowverse daquele jeito, a parte 2 foca em colocar nossos heróis em busca da solução para interromper a fusão dos universos, e assim, as Terras alternativas pararem de sumir de todo radar que as monitorem e da existência né.


Com o avanço frenético da Anti-Matéria, os heróis recebem a missão de encontrar os Sete Paragons para poder conter o avanço, e assim, salvar as infinitas terras da destruição. A principio se entende que os Paragons são alguns escolhidos e estão pelo multiverso, contudo, o Paragon da esperança está com eles: Kara Jor-El.

Buscas nas infinitas Terras

Sabendo da missão que teriam, foram separados alguns grupos em buscas dos Paragons e de missão extra com Mia, Sara, Barry e Constantine (sim, ele apareceu agora) foram atrás de um Poço de Lazaro ainda inteiro e em funcionamento por motivos que você sabe.

O Paragon da verdade estava na Terra-96 onde foram Clark, Louis e Iris partem para a Metropolis desse mundo encontrar o Superman desse universo, o alvo deles. Um dos principais conflitos desse episódio acaba acontecendo nessa terra, pois sim, quantas e quantas vezes os materiais promocionais não jogaram na nossa cara o encontro de Supermans? Falando nisso...

Somebody save me

Falando em Superman, você, eu, todos nós, só queríamos saber uma coisa: como será a participação de Tom Welling (Superboy de Smallville)? Pelo que era noticiado dava a entender que seria apenas uma cena e algo muito rápido, mais que o Barry ferrando o tempo com suas corridas.

Pois bem, ao meu humilde ver e quebrando meu hábito de em reviews mais neutros, sem spoiler das coisas, mas essa cena era uma das que eu estava aguardando no crossover inteiro. A cena se passa na Terra-167, referência ao ano de nascimento do co-produtor da série, Al Gough em1967.

Clark está com sua vida na fazenda e tudo que se passa me surpreendeu, especialmente o climax da cena. Eu esperava algo a mais, contudo, a cena acaba sendo um futuro diferente e agora canônico de tudo que vimos no final de Smallville com o resgate do que a série sempre foi na essência do Clark como Superboy, até enfim, tornar-se o Superman.

Assista a cena de novo e comente seu sentimento com ela, com a expectativa criada:


De volta a nossa programação normal...

Depois desse mini review completo e sem spoiler de umas das grandes cenas desse episódio de Crise nas Infinitas Terras, o episódio perdeu a graça... brincadeirinha sadia po. Os outros Superman ainda carregam o episódio e acabamos tendo outro momento que era esperado, bem menos que Smallville.

Na Terra-99 vemos o encontro de Kate Kane com Bruce Wayne e como o futuro o fez abandonar seus princípios e aqui, ele derrotou o Superman. O curioso de parte de toda a parte dessa Terra que me chamou atenção, além de vermos um dublador do Batman (Kevin Conroy) interpretando a versão live action, eu senti uma referência a mais no batverso.


Bruce possui uma coleção de troféus bem curiosa e se isso não é algo muito ligado aos desafios e troféus do Charada na série Arkham dos games, eu não sei de mais nada. E fãs mais atentos pegaram a referência com o Cavaleiro das Trevas.

Resumindo

O episódio foi bem movimentado e sem dúvidas o maior destaque ficou pelo ponto de vermos três Superman distintos em tela. Hoje (10) teremos a terceira parte e a prévia você confere aqui. Lembrando que após o episódio de The Flash o crossover retorna em Janeiro.

Esteja preparado para fortes emoções na parte 3.

PS: Talvez deu para notar um leve exagero de Superman no review de hoje, contudo, você já reparou minha foto abaixo? #Semclubismo