O atendimento ao cliente japonês é frequentemente considerado o melhor do mundo, e uma empresa local que se tornou particularmente conhecida por seu tratamento "semelhante a Deus" aos clientes é a gigante dos jogos Nintendo.



Ao longo dos anos, eles substituíram carinhosamente as peças do amado 3DS de um jogador por uma ninharia, ajudaram as crianças a superar o bullying e até responderam à carta de um garoto cego em braille.

Agora, outra história emocionante sobre a bondade da Nintendo com seus clientes surgiu e, desta vez, envolve uma avó de 95 anos.

Kuniko Tsusaka, filha de 70 anos da avó, contou a história de sua mãe em uma carta ao Asahi Shimbun, um dos principais jornais nacionais do país, e foi publicado na edição da manhã de 21 de fevereiro.

O usuário do Twitter @SITM_K twittou uma imagem da história como apareceu no Asahi Shimbun e rapidamente se tornou viral, recebendo mais de 195.000 curtidas e 66.000 retweets até o momento.



A carta começa com Tsusaka contando o quanto sua mãe adorava jogar Tetris em seu Game Boy modelo original, sempre com ela ao seu lado. No entanto, sua mãe ficou doente aos 95 anos e seu Game Boy, o terceiro original de sua propriedade, parou de funcionar ao mesmo tempo.

Eles visitaram muitas lojas para encontrar um novo, mas ele não estava sendo vendido em nenhum lugar e disseram que não poderia ser consertado.

O filho de Tsusaka então contou os elogios do "serviço ao cliente divino" da Nintendo ("kami taiou" em japonês) para sua avó. No entanto, devido ao duplo significado de “kami” em “kami taiou”, que pode significar “divino” (神) e “papel” (紙), a avó confundiu a recomendação do neto como “serviço ao cliente em papel”, então ela colocou todo o seu esforço em escrever uma carta em papel para a empresa.

Depois de enviar a carta para a Nintendo, juntamente com o Game Boy quebrado, sua avó recebeu uma resposta da empresa em uma semana.

A resposta veio com um Game Boy novinho em folha e uma carta desejando à avó uma vida longa.

Na carta, eles explicaram que não foram capazes de consertar o antigo Game Boy porque não tinham as peças para ele, mas eles tinham um novo em seu armazém e o enviaram a ela.

Desnecessário dizer que ela estava muito feliz, e Tsusaka enviou uma foto de sua mãe feliz à Nintendo para agradecê-los.

Tsusaka agora recorda com carinho o mal-entendido entre atendimento ao cliente “divino” e atendimento ao papel, e a carta termina com uma nota sincera, pois ela diz que sua mãe foi capaz de manter toda a sua consciência cognitiva até falecer aos 99 anos.

Tsusaka acredita que sua mãe, que era uma pessoa tão feliz, ainda agradece pelo atendimento "divino" da Nintendo no céu.

A história tocou milhares de pessoas on-line, que deixaram comentários como:


  • "Omg, eu ouvi sobre a natureza divina do atendimento ao cliente da Nintendo, mas isso é realmente incrível!"
  • "Não acredito que eles lhe enviaram um novo!"
  • "Estou sem palavras. Nada além de elogios a uma empresa que envia seu último Game Boy novo a um cliente de seu armazém. ”
  • "Eu estou chorando. Que história comovente.
  • "Eu sempre amei a Nintendo, mas agora eu os amo em um nível totalmente diferente!"


Com esse ato de bondade em particular há vários anos, quem sabe quantas outras histórias divinas de atendimento ao cliente da Nintendo não foram contadas?

via Sora News 24