Eae você.

Hora de mais uma crítica em parceria com o Looke, mas hoje não é qualquer texto. E não é sobre um filme qualquer. Eu e o Renan preparamos num texto em dupla sobre "Artista do Desastre", que entra fácil na lista de melhores coisas que a gente já assistiu. O filme reconta a história de Tommy Wiseau, que a gente conheceu graças ao vídeo do Super 8 - um dos nossos canais favoritos. É uma coisa que só dizendo para você entender.


O que é

E nesse sentimento começa The Room. E Artista do Desastre. E o Armadura Nerd

Renan:

Um filme ruim pode gerar sucesso e dinheiro? Talvez raramente isso acontece ao longos dos anos, e com The Room, o destino resolveu soltar seu "ha ha" e tornar o melhor pior filme do mundo em estudo de caso e sucesso. A história dos amigos Tommy Wiseau e Greg Sestero pode ter rendido um filme ruim, no entanto, rendeu o filme sobre o filme, que é bom demais.

O aspirante a diretor Tommy Wiseau e o ator Greg Sestero se mudam para Los Angeles para alcançar o estrelato em Hollywood. Wiseau banca a produção de "The Room", além de escrever, dirigir e atuar no filme. O resultado é controverso, com críticas negativas e se tornou um clássico cult justamente pelos seus defeitos.

Por que é incrível

Grandes momentos do cinema norte-americano

Renan:

Adaptado do livro de mesmo nome, "Artista do Desastre" conta a história conturbada de como a produção de The Room, e mais do que isso, mostra os amigos no antes e durante a produção do filme, e assim, conseguimos ter uma noção um pouco maior da figura extravagante que é o Tommy Wiseau.

A forma como essa história é contada e como vamos descobrindo um pouco mais sobre a vida dos protagonistas, é conduzida de uma forma tão boa que a gente até esquece que, originalmente, é um "biografia cômica" sobre um filme ruim, mas ruim demais.

Bruna:

Nós começamos assistindo pelo meme que virou o original, mas eu me surpreendi muito. O elenco é super parecido com as contrapartes de The Room. O roteiro navega pela jornada de Tommy e Greg sem rodeios, e de forma bem humana. Não tem isso de só amar ou odiar os personagens: a minha opinião e humor sobre eles foi alternando, o que foi justo e ótimo. Me envolveu em dobro na história.

Quem nunca teve um sonho maluco, e de repente fez amizade com a única pessoa que comprou esse sonho? É a premissa do filme, e é como nasceu o Armadura Nerd. Artista do Desastre é bem bizarro, divertido e espirituoso. O Wiseau é um Esquisitão Oficial™, mas em vários momentos eu entendi o sentimento dele: a solidão de quase ninguém acreditar que o seu sonho é possível.

Destaques

It's bullshit. I did not hit her. I did not... Hi Mark

Renan:

Falar sobre "Artista do Desastre" e não destacar a atuação de James Franco é ter assistido a The Room por engano. A atuação é muito convincente e com a história mostrando também o antes das gravações do filme, podemos ter um pouco mais de noção sobre o Tommy e notamos que seu jeito estranho é por tudo que viveu com traições no passado e efeito de sempre ficar sozinho.

Assim como o verdadeiro Tommy, James atuou, roteirizou e dirigiu "Artista do Desastre" sempre mantendo a persona do seu personagem. Se você conhece os filmes de Franco, sim, a turma da piadinha está presente e por incrível que pareça eles conseguem dosar muito bem o drama e a comédia do filme. Se conseguiram colocar Seth Rogen fazendo papel mais sério, é porque foi forte o envolvimento da turma no filme.

Bruna:

O James Franco ficou impecável. Ele se veste e se comporta como o Tommy Wiseau. Meu destaque do destaque, entretanto, é a dupla de roteiro e direção. Porque seria muito fácil transformar Artista do Desastre numa comédia pastelona sobre um filme mais esquisito ainda. Ao invés disso, ele pega a parte filme sobre o filme, e faz um verdadeiro tributo aos sonhadores.

Você começa rindo, depois faz cara de que caraio eu tô assistindo, até sente raiva. Lá no fim, tem um riso que fez a ficha cair de um jeito brabo, e me fez sentir uma grande empatia pelo Wiseau. É aquela hora que você pensa: mas e se fosse eu? Eu tô rindo dele, com ele, ou do que ele conseguiu, mesmo que não do jeito previsto?

Veredito

Boatos dirão que a Pessoa que Vos Fala™ é tipo um Wiseau das nerdices

Renan:

Assistir "Artista do Desastre" foi um poucos casos de encarar um filme e não notar o tempo passar ou ver claramente a divisão dos atos e começar a ter em mente para onde o filme possa ir. É incrível como algo terrível pode ter gerado um filme tão bom, e, como também ver como The Room se tornou o que é hoje em dia.

É curioso como nasce uma simpatia com Tommy ao ver o filme e ter um pouco de pena de Greg com as escolhas que ele fez para manter seu amigo no lugar, na medida do possível. O filme quando acaba ainda consegue ser bom com uma cena pós crédito maravilhosa. É recomendado sem medo de ser feliz ao assistir

Bruna:

Artista do Desastre é um filme completo. É uma dramédia com a qual a gente se identifica, diverte, sente empatia, e tem uma experiência inesperada de tão boa. O filme não apenas reconta a história, mas oferece algo só seu para quem assiste. E ao mostrar o que o The Room original se tornou, deixa um sorriso honesto no rosto. E sim, a cena pós-créditos é maravilhosa do único jeito possível.