Terminamos maio, o que significa o final do nosso especial Coisa de Mãe™. Foi um mês dividido em três humores bem distintos. A primeira quinzena até foi positiva, e a terceira semana, um caos astral pra esquecer que existiu. Na quarta semana, o sentimento é único: esperança de dias melhores. Ou menos medíocres - o que vier primeiro.

Eu sei que esse especial foi bem diferente. Talvez nem todo mundo conhecia os Plays que tivemos? Se esse foi o seu caso, espero ter indicado músicas que você tenha gostado (❤). Foi o mês de uma história por som: "Every Time You Go Away", do Paul Young, "I Wanna Know What Love Is", do Foreigner, e "One More Night", do Phil Collins.

Agora, quem dá o tom da quarta semana é a Sinéad O'Connor com "Nothing Compares 2U".

Eu sei que ela não é one hit wonder, mas honestamente, eu só conheço essa música da irlandesa. Pra ser honesta, também não lembro por que minha mãe gosta da música. Ela já me contou umas vezes, mas memória não é o meu forte. Acho que tem a ver com as performances antigas da Sinéad. Minha mãe sempre comenta de gostar da energia que a cantora colocava nesses lives.

E foi numa dessas de ficar vendo vídeos antigos com mamãe, que descobrimos um live recente dela.. E ela mudou totalmente! Numa rápida pesquisa, descobri que a Sinéad O'Connor tinha se convertido ao islamismo. De leitura em leitura, fui descobrindo os traumas da cantora, os problemas emocionais e mentais. Do quanto ela sempre teve esse lado crítico, politizado e desafiador.

Essa leitura do Washington Post sobre a trajetória da cantora é excelente. Então além de musicar com você, como eu faço toda segunda, queria fazer um pedido, deixar um recado - aceitação radical. Certas dores nunca vão embora, mas não significa que você não possa viver uma vida boa, mesmo com elas te cercando. Procure ajuda, não tenha medo disso. Tenha paciência consigo mesmo(a).

Até se você não um problema mental/emocional de fato, mas estiver numa fase ruim da vida: tudo o que eu disse tá valendo. O pessoal adora fingir que quer união, para mendigar likes e ser o Messias do século 21. Só você sabe a sua crise. Só o outro sabe a crise dele(a). Isso não é desculpa para descontar nos outros, nem os outros em você. Mais do que nunca, a hora atual é de entender, ajudar e unir, e não de separar.

Ironia. Eu tinha vindo musicar, e no fim do dia, essa é a ideia principal. Eu adoro como a música é divertida, complexa, animada, triste. É fictícia e real, política e dançante - tudo ao mesmo tempo. Por isso acaba sendo uma chance perfeita da gente conversar um pouquinho. Musicar, falar de coisas que realmente importam. Você vê por aqui.


Mamãe adora assistir esse live, inclusive

Letra

It's been seven hours and fifteen days
Since you took your love away
I go out every night and sleep all day
Since you took your love away
Since you've been gone I can do whatever I want
I can see whomever I choose
I can eat my dinner in a fancy restaurant
But nothing, I said nothing can take away these blues

'Cause nothing compares
Nothing compares to you

It's been so lonely without you here
Like a bird without a song
Nothing can stop these lonely tears from falling
Tell me, baby, where did I go wrong?
I could put my arms around every boy I see
But they'd only remind me of you
I went to the doctor and guess what he told me?
Guess what he told me?
He said: Girl, you better try to have fun
No matter what you do
But he's a fool

'Cause nothing compares
Nothing compares to you

All the flowers that you planted, mama, in the backyard
All died when you went away
I know that living with you, baby, was sometimes hard
But I'm willing to give it another try

Nothing compares
Nothing compares to you