Olá, tudo bem? Chegamos a mais uma semana e como foi DIA DE FURIA na DreamHack Masters Spring garantindo sua vaga no mata-mata após vencer MiBR na estreia e Team Liquid no jogo de hoje (21) e se mantem sendo um time que dá esperanças do brasileirinho sorrir no Counter-Strike enquanto a MibR segue se reformulando em busca de voltar a sua forma.



Sorria, brasileirinho

Desde que o atual MiBR começou uma fase muito triste que dura cerca de uns dois anos pelo menos, aos poucos um novo segundo time surgiu para poder alegrar os brasileirinhos no jogo de tiro mais famoso do mundo. Se antes o segundo time era a Immortals, a Furia veio ganhando espaço e agora sabemos que temos mais um grande time para torcer.


Se todos os times ficarem fortes e na sua forma, devemos ter em breve um cenário ainda melhor para nós, afinal, com a Furia em crescente constante e eventualmente a MiBR pegando forma, dobra nossa chances de comemorar major no futuro.

Ousadia e alegria

Um diferencial gritante é como a Furia joga. Eles não adaptam ao jogo, o jogo se adapta a eles com um estilo mais agressivo de jogar o CSGO. Se online já parece muito ousado e abusadas as táticas, torneios em LAN são ainda mais agressivos para o jogo deles.

O estilo cachorro louco do arT metendo as caras na aberturas das jogadas; HEN1 com sua AWP que vem com programas auxiliares de mira; ajudando nos serviços de limpeza com VINI e yuurih; e o homem do clutch e um dos nomes forte pro futuro do CS brasileiro: Kscerato.


E se um time que vem sendo bem competitivo é pouco para você, o social media é Jim Carrey e ousado sem medo de provocar os adversários ou soltar frases que testem a zika da transmissão do Gaules:



Se você ainda é um dos brasileirinhos que não deu uma chance para a Furia, assista ao menos dois jogos pois pode ser que no primeiro você seja a zika, depois, sogra desce.

Até a próxima.