Olá, tudo bem? Com o tempo aparentemente passando mais rápido mas com a quarentena nunca acabando, chegamos a mais uma quinta, mais um momento de pensar, ser apenas aleatório ou entreter com a melhor coluna da blogsfera mundial segundo seu autor. Vamos falar novamente sobre waifus, mas o modo mais "correto" da existência delas.



O que é uma waifu?

Waifu é um termo usado entre os fãs de anime e mangá japonês, que significa esposa. Esse termo vem de uma adaptação japonesa da palavra “wife” (esposa em inglês), e é usado pelos fãs para se referir à uma personagem que ele goste muito. Em alguns casos, a pessoa chega a ter atração física por ela, e gostaria de se casar caso fosse real.


Palavras estrangeiras, quando escritas em japonês, são escritas com o uso do katakana (um dos três alfabetos japoneses de escrita, tendo ainda o hiragana e os kanjis) para chegar o mais próximo da pronuncia. Alias, katakana ajuda bastante para sabermos como ler alguns nomes. Como algumas sílabas não existem em japonês como é o caso do "fa".

A coluna que chega mais perto é a do "Ha" (que tem som do nosso R) com Ha, Hi, Fu, He, Ho. O mais perto de dizer algo como "uaife" foi com "waifu" (ワイフ), assim como "husband" gerou o "husbando" (フースバンド). Acabou sendo popularizado pelos otakus devido a uma cena do anime Azumanga Daioh por volta de 2002. 


Takino Tomo: O que é isso? Uma foto de mulher?
Kasuga Ayumu: Ela é linda.
Takino Tomo: Quem é ela?
Sr. Kimura: Mai waifu (Minha esposa).
Todos: Impossível!

Santificada seja sua waifu

Ai ai viu, até parece que elas não podem puxar uma guerra em paz. Essa gente reclama, viu

Agora indo ao tema central e porque pensei nisso pra hoje, e hoje, sendo zero surpresa para quem conhece meu caos criativo, foi uma ligeira conversa com um parça e que me fez lembrar umas coisas. Em resumo, sem notar ele arrumou uma waifu em sua vida e o contato com ela o ajudou muito. É algo comum, no entanto, quando pensamos no termo waifu é muito comum acabarmos pensando em pessoas que gostam muito de alguma personagem 2D.

Errado não tá!

Obviamente tirando a galerinha que fica num extremo e age de forma babaca ao acreditar que se torna dono de uma pessoa, quando a waifu é real como as famosas AKB48 e os eventuais fãs que pensam ser donos dela, e assim, ninguém pode ter um sentimento bom por elas também... Lamen tável!

É muito fácil querer ser babaca com seu amiguinho que tenha uma waifu, se você for uma mocinha lembre-se que vão e podem te retribuir avacalhando seu husbando (santifique o seu). A conversa pode parecer muito papo adolescente, talvez porquê seja nessa época que elas aparecem em nossa vida né...

... Mas o que podemos aprender com o tempo?

Tsudenres também querem ser amadas...


Na teoria vamos amadurecendo nossas ideias e ao lembrar de coisas assim, existe a chance de lembrarmos de bons sentimentos, bons hábitos adquiridos e possivelmente respeito. Pensando rapidamente, é o que falta no nosso mundo atualmente!

A waifu pode potencializar coisas que você não sabia ser capaz de fazer e pode ter descoberto ao tentar impressiona-la na vida real, quando ela não é 2D obviamente! E mais do que isso, a mistura doida dos sentimentos muitas vezes vai te salvar de momentos ruins com o pensamento até simples, que talvez alguns não concordem, de que tem alguém que você não gostaria de ver triste.

As vezes elas aprendem a cantar com o passar dos anos...

Ter motivação devido a terceiros não é algo totalmente bom, no entanto, se ela vem como pontapé inicial para conseguir fazer mais para si mesmo, não é ruim se pensarmos nesse ponto. E se acontecer dela se tornar mesmo waifu no papel, não mude nada para pior, apenas!

Até a próxima.