O cinema está de luto. Morreu nesta segunda-feira (22) o diretor Joel Schumacher, um dos nomes mais badalados principalmente nos anos 90. Segundo a Variety, Schumacher morreu em Nova York aos 80 anos, após perder a batalha de um ano para um câncer. Eternamente lembrado pela direção de Batman & Robin, o norte-americano também ganhou fama pela inserção de temas e estéticas LGBTQIA+ na tradicional Hollywood.
Nascido em 1939, Joel Schumacher foi a curiosa combinação de mãe sueca e judia, com pai norte-americano batista. O amor pela moda levou Schumacher a Escola de Desenho Parsons, e então para o Fashion Institute of Technology. Foi quando ele descobriu que a sétima arte era uma forma melhor de traduzir seus talentos, e mudou-se para Los Angeles. Seu primeiro trabalho foi no design de figurinos da adaptação do romance "Play It As It Lays", feita na década de 70. 

Seu primeiro trabalho como diretor foi em "Virginia Hall", filme para TV lançado em 1974. Começa aí a jornada de sucesso como diretor e roteirista. Ainda nos anos 70, ele assume o roteiro do filme "Car Wash, Onde Acontece de Tudo", que se torna um sucesso cult. Em 1978 ele assina o roteiro de "The Wiz", adaptação do clássico O Mágico de Oz para grande tela, estrelada por Michael Jackson e Diana Ross.

Outro sucesso do diretor, que está na lista Assistir em Algum Momento™ da Pessoa que Vos Fala™ é Um Dia de Fúria. Lançado em 1993, Michael Douglas é William Foster, um homem divorciado e desempregado de uma firma de defesa. A trama gira em torno de Foster, e a agitação violenta que ele causa em Los Angeles tentando chegar na casa da ex ex-mulher a tempo para o aniversário da filha. Ao longo do caminho, ele faz ainda observações sarcásticas sobre a vida, pobreza, economia e o capitalismo.

Press F to pay respects