Estamos na curva para junho, mas parece que a gente ainda tá processando março, né? Esse ano não está para amadores: tá estressante, difícil, tá desafiando a nossa humanidade interior. Enquanto não se acha uma luz no fim da pandemia, por aqui, seguimos como sempre: com mais um Solta o Play.

Junho foi um mês infeliz. Quebramos uma das semanas do Especial Célinesco™, mas o Renan veio na cobertura com a excelente "I Wish for You" do Aldious. Banda bem boa, aliás. Nas semanas as quais a Céline deu o tom, tivemos "Loved Me Back to Life", "It's All Coming Back to Me Now" e "Ashes". Hoje apertamos o SAP para embalar o fim junho ao som de "Qui Peut Vivre Sans Amour?".

Uma crítica real

Em maio eu escrevi sobre Céline Dion cantando em francês ser uma receita anti-ansiedade. Mas eu tenho um sério problema com a letra de "Qui Peut Vivre Sans Amour?". Sim! Sou absolutamente fã da Céline, e não me sinto maluca dizendo isso. A letra dizer que "o amor é torturante e destrutivo", e ao mesmo tempo perguntar "quem pode viver sem amor?", me deixa dividida.

Parte 1 da teoria

O amor não é só romântico. A sociedade resumiu o amor a romance, uma definição pobre demais. O amor como sentimento é estupidamente amplo. Você ama tudo e todos que decidir amar, e não quer dizer que vai casar com aquele chuveiro maravilhoso. A outra é que a gente normalizou as "loucuras de amor", sendo que isso tá errado. Toda forma de amor precisa ser honesta e respeitosa, antes de qualquer coisa.

Mas pera lá

... Então por que você trouxe essa música pro Play? 

Apesar da letra, o conjunto da música é muito bom. Ele é intenso e dramático, e "Qui Peut Vivre Sans Amour?" é a segunda faixa que eu mais gosto do Sans Attendre - perdendo para "Le Miracle". Você sente essa energia sem saber francês: é pela música, ou pelo clipe com uma fotografia linda, e os bailarinos em coreografias que traduzem esse sentimento.

Parte 2 da teoria

Pode não ser uma passada de pano em relações tóxicas, o que eu duvido que a Céline falaria. E sim um relato sobre como a coisa do amor funciona. É como "Night of Long Knives" do Machine Head: a banda até foi criticada por apologia ao caso do Charles Manson, que é o tema da letra. Mas não é que a banda faça apologia, e sim é um relato do que ocorreu, entende?

Então é isso

Além de fechar o mês com uma excelente música, eu queria trazer esse papo importante, mesmo que de forma resumida. Tem um caminhão de coisas erradas em como a gente enxerga "o amor", e nesse Play eu citei só alguns motivos. Mas a Céline é cantora romântica e você adora ela?

Sim, porque a Céline é uma pessoa e artista incrível. E não gostar de algumas letras, o tema geral do trabalho dela, não me faz odiar a artista. A gente precisa parar com essa que só gosta de um artista se gostar de absolutamente tudo que ele faz - é um pensamento muito alienado. Eu, por saber as coisas as quais eu não gosto no trabalho da Céline, até gosto mais dela. A experiência fica mais completa. 

Recado dado, bora lá musicar. Pra você que tiver a curiosidade, aqui tem a letra em inglês.



Letra

L'amour est le pire des fléaux
Il change l'allure, truque les mots
C'est pire qu'un lavage de cerveau

Comme l'oasis dans le désert
Il nous attire, il cherche à plaire
Pour nous faire plonger en enfer

L'amour n'a aucune morale
C'est un criminel en cavale

Mais qui peut dire
Qu'il peut vivre sans amour
Qui?
Qui peut faire
Comme s'il n'en voulait pas
Qui?
Mais qui peut dire
Que ça n'lui fait rien l'amour
Qui?
Il torture, il foudroie
Nous cloue les bras en croix
Mais qui peut dire?

L'amour fait tout le sale boulot
Jette les âmes pures dans les cachots
Brise les princesses dans les châteaux

Il n'y a jamais de drapeaux blancs
Pas d'armistices, pas de printemps
C'est la guerre quand l'amour vous prend

L'amour vous laisse champ de bataille
C'est du poison dans les entrailles

Mais qui peut dire
Qu'il peut vivre sans amour
Qui?
Qui peut faire
Comme s'il n'en voulait pas
Qui?
Mais qui peut dire
Que ça n'lui fait rien l'amour
Qui?
Il torture, il foudroie
Nous cloue les bras en croix
Mais qui peut dire
Qu'il peut vivre sans amour
Qui?

Qui peut faire
Comme s'il n'en voulait pas
Qui?
Mais qui peut dire
Que ça n'lui fait rien l'amour
Qui?

Il nous blesse, nous caresse
Nous tient à bout de laisse
Mais qui peut dire?

(À bout de laisse)

Mais qui peut dire
Qu'il peut vivre sans amour
Qui?
Qui peut faire
Comme s'il n'en voulait pas
Qui?
Mais qui peut dire
Que ça n'lui fait rien l'amour
Qui?
Il torture, il foudroie
Nous cloue les bras en croix