Há anos os jogadores de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) especulam quando o jogo será atualizado para Source 2. Mas nesta sexta-feira (3) ganhou força o rumor de que a mudança de engine não acontecerá. Segundo Tyler McVicker, do canal Valve News Network, com os fatos mais recentes, o esse dia não chegará "tão cedo" para o FPS.

EVO Online é cancelado após co-fundador ser acusado de pedofilia

"Não vai acontecer", disse McVicker, que tem bom histórico de vazar informações corretas. "Houve uma reunião e eles tomaram uma decisão. A razão por trás do cancelamento do projeto é simplesmente que era 'muito trabalho'. Eles não vão fazer isso".

O grande update seria similar ao que Fortnite recebeu em fevereiro deste ano, melhorando o visual e a jogabilidade do CS:GO. Se o jogo só teria a ganhar migrando para Source 2, por que o projeto não foi para frente? McVicker que o problema não é fazer a portabilidade do CS:GO. O problema é fazer a portabilidade do conteúdo criado pela comunidade.

Modos de jogo personalizados, mapas novos, tudo isso tem sido parte integral da experiência no FPS da Valve. Agora, é exatamente o que tornou tudo num problema. “Eles não têm como permitir que a enorme quantidade de conteúdo criado pela comunidade seja facilmente portado e jogado. Se eles descobrirem isso, então [o update] acontecerá. Mas a partir de agora... Não está acontecendo", diz ele.

Embora a saga de Counter-Strike na Source 2 tenha visto um fim prematuro até segunda ordem, o que McVicker diz ainda deixa uma (leve) esperança. Resta aguardar se a Valve de fato vai buscar um jeito de contornar o problema, ou se, numa grande ironia, este será o calcanhar de Aquiles do CS:GO.

Via Dexerto