A noite de quarta-feira (1) abriu as disputas do Porsche Esports Sprint Challenge. Correndo com os modelos 718 Cayman GT4 Clubsport de setup fixo, os 40 classificados mostraram que a disputa ao longo das seis etapas vai pegar fogo.


O dia começou com Bruno Souza cravando a posição de honra no quali. Mas sua vantagem durou até a primeira curva da primeira largada. Tocado na traseira do carro, viu suas esperanças de vitória escaparem enquanto ele rodava no final da reta.

Rademac Romanetto assumiu a primeira posição, mas não durou muito por lá, o toque em Bruno Souza o penalizou com um drive thru que comprometeu sua primeira bateria.

Quem aproveitou as confusões iniciais foi Felipe Iazzetti que assumiu a ponta e de lá não saiu até a bandeira quadriculada, confimando a primeira vitória no Sprint Challenge.

André De Carli e Bruno Bonagura, que travaram uma das disputas mais acirradas da corrida completaram o pódio da primeira prova.

Como previsto em regulamento, ao fim da primeira bateria as 10 primeiras posições do grid se inverteram e quem largou na posição de honra foi Lucas Freitas.

A primeira volta da bateria final foi marcada por um “big one” diversos carros se envolveram em uma confusão massiva que comprometeu a corrida de muitos deles, incluindo o vencedor da primeira bateria, Iazzetti.

Quem se beneficiou das confusões foi Raphael De Leo, que assumiu a liderança da prova já na metade final e venceu a segunda bateria do dia. Os 10 primeiros colocados ficaram separados por menos de 10 segundos entre eles. Em boa parte da prova, os 3 primeiros colocados andaram com diferença inferior a um segundo.

Com dois top6 em duas corridas, De Leo lidera o campeonato, seguido por Diego Freitas e Bruno Bonagura.

O maior campeonato de automobilismo virtual volta às pistas na próxima quarta feira (8) para a segunda etapa do Porsche Esports Carrera Cup no lendário traçado das 24h de Le Mans.



As corridas:

Bruno Souza larga bem, não perde posições na luz verde, mas na entrada do S do Senna sofre um toque do segundo colocado e perde inúmeras posições. Felipe Iazzetti aproveita o toque dos líderes e assume a dianteira do pelotão.

Rademac Romanetto concretizou uma bela manobra para conquistar a primeira posição no início da segunda volta. O toque em Bruno Souza causou punição ao então líder Romanetto. O drive trhu o deixou na 17ª posição.

Diego Freitas executou ótima manobra na entrada do Laranjinha em batalha pelo quarto lugar. Raphael de Leo acabou ficando com a quinta posição. manobra arriscada que rendeu frutos para Freitas.

Após 10 minutos de prova, a principal disputa da corrida era entre Bruno Bonagura e André de Carli valendo a segunda colocação. enquanto buscava se aproximar de Bonagura, De Carli deixou o quarto colocado se aproximar e entrar na briga.

Com metade da prova já disputada, os top5 era composto por: Felipe Iazzetti na liderança, seguido por Bonagura, De Carli, Freitas e De Leo.

O pole position Bruno Souza, que caiu para 23º após o toque fez uma corrida de recuperação interessante, faltando menos de 10 minutos para o término da bateria ele já figurava novamente entre os 15 primeiros colocados.

A diferença entre o líder e o terceiro colocado era de menos de 1s. A disputa pela ponta começou a pegar fogo nos 10 minutos finais da bateria.

Bonagura e De Carli colocaram a segunda colocação em disputa com menos de 5 minutos para o fim. André de Carli completou uma manobra espetacular no Laranjinha para assumir a vice liderança. A disputa entre eles beneficiou o líder Iazzetti que abriu 3s na ponta.

Lucas Freitas, pole position após a inversão do grid, largou bem na segunda bateria, o piloto do carro do Atlético Mineiro sustentou a primeira posição e saiu ileso da grande confusão na saída do S do Senna. Os líderes da bateria 1 se envolveram na confusão e caiu para o final do pelotão. Bruno Souza foi envolvido novamente e caiu para as últimas colocações.

Adilson Júnior e Lucas Freitas, seguidos por Raphael de Leo entraram em disputa pelas primeiras colocações. Adilson assume a liderança e de Leo pula para segundo. Lucas Freitas perdeu duas posições e era terceiro. sete minutos passados do começo da segunda bateria.

A diferença entre os três primeiros colocados era de menos de 1s com 10 minutos completados. A disputa entre os líderes era a mais movimentada do momento.

Os 10 primeiros colocados andavam muito próximos. Apenas 4s separavam o líder e o 9º colocado.

Menos de 10 minutos para o final da corrida e Raphael de Leo assumiu a liderança. Lucas Freitas, Diego Freitas e Adilson Júnior formavam o top4. Adilson perdeu 3 posições por causa de um erro no Laranjinha.

Raphael de Leo vence a segunda bateria do dia depois de sair em quinto lugar. Lucas Freitas terminou na segunda posição. Diego Freitas, Lucas Trindade e Adilson Júnior fecharam o top5

Destaque para Lucas Dornella, que saiu da penúltima colocação para chegar em 9º.



Resultados:

Bateria 1:

Felipe Iazzetti
André de Carli
Bruno Bonagura
Diego Freitas
Eraldo Silva
Raphael De Leo
Adilson Júnior
Lucas Trindade
Chrystian Nascimento
Lucas Freitas


Bateria 2:

1.Raphael De Leo

2.Lucas Freitas

3.Diego Freitas

4.Lucas Trindade

5.Adilson Júnior

6.Bruno Bonagura

7.Rogério Neto

8.Carlos Eduardo Amorim

9.Lucas Dornella

10.Rademac Romanetto



Classificação Geral:

Raphael De Leo – 58 pontos
Diego Freitas – 55
Bruno Bonagura – 52
Felipe Iazzetti – 50
Lucas Freitas – 46
Lucas Trindade – 45
Adilson Júnior – 45
André de Carli – 41
Eraldo Silva – 36
Carlos Eduardo Amorim – 30


O que ele disse:

“Sem palavras! Não esperava vencer a bateria, estou muito feliz com o resultado. Treinei para sobreviver na corrida, sabia que seria muito disputado. Muitos toques e ultrapassagens. E isso eu consegui na primeira bateria. Já na segunda tentei manter o ritmo, mas percebi que estava andando mais rápido que os líderes. Bastou a paciência para achar o momento certo de concretizar a manobra e trazer o carro pra casa.”

Raphael De Leo

Via Luis Ferrari