O diretor Francis Lawrence e o produtor Akiva Goldsman participaram, junto com o ator Keanu Reeves, de painel em comemoração aos 15 anos do filme Constantine, na Comic-Con@Home, e conversaram sobre algumas ideias que tiveram na época para dar continuidade a história de John Constantine.


Eles contam que todos estavam muito animados para expandir ainda mais este universo, ampliando o foco em Constantine e aumentando a classificação indicativa, mas, apesar de rendido U$ 230 milhões pelo mundo, em uma produção de U$ 100 milhões, o estúdio não estava interessado.


"Infinitas sequências vieram a mente. Cara, nós queríamos, queríamos fazer uma sequência 'para maiores de 17 anos'. Acho que conseguiríamos fazer isso amanhã.  Mas tentamos de muitas maneiras...", explicou Goldman, que contou ainda que uma das ideias de inserir Jesus Cristo como um personagem.

Lawrence também reforça a importância da fanbase da adaptação cinematográfica que mantem o filme vivo ao longo de 15 anos. 

"Nós definitivamente falamos mais sobre as sequências do que o estúdio. Porque o filme vendeu bem e foi em uma época que as pessoas ainda compravam DVDs, então eu acho que ele se saiu bem. Mas não era um sucesso estrondoso e não foi realmente aclamado pela mídia na época. O mais legal disso para mim, sobre o filme, é que ao longo desses 15 anos, toda vez que eu lanço um filme e viajo pelo mundo para junkets, eu assino DVDs de Constantine", conta Lawrence.