O Especial Avantasia foi extremamente complicado de definir. Por motivos de não sou capaz de escolher, não teve uma lista de música com a qual eu ficasse 100% satisfeita. Tem coisa muito boa no projeto. Mas nessa semana vamos unir o melhor de dois mundos: "Dying For An Angel", um exemplo perfeita de que às vezes não precisa firula para produzir um som mega gostosinho.

Ah! Importante: se você chegou no Play por esse texto, dá uma passadinha em "Avantasia", o Play da semana passada e o começo do nosso especial.

Os Metal Opera são ótimos, mas eu prefiro mesmo a Wicked Trilogy. O 'lore' dela é muito rico e ao mesmo tempo simples. Ele conta a história do Espantalho, uma criatura solitária e emocionalmente isolada, com senso de perspectiva distorcido e um amor não-correspondido. O álbum "The Wicked Symphony" continua essa história, e "Dying For An Angel" é uma página interessante.

Uma das minhas maiores alegrias foi o Klaus Meine ter sido convidado para o álbum. Eu adoro Scorpions. A banda entrou na minha vida através das famigeradas baladas, e ficou com o Humanity: Hour I. A razão foi a mesma de "Paid in Full", uma história a qual eu contei parte no Play de "The Cross". Excelente música, aliás.

Antes de ouvir "Dying For An Angel", eu fiquei bastante intrigada com o que seria essa parceria. Se fosse seguir a regra, seria um sinfônico-power-melódico, mas não foi. O Tobias me saiu com um hard rock da massa, perfeito pra duetar com o Klaus. Não seria tanta surpresa, considerando que músicas mais puxadas para o hard já vinham desde o "The Scarecrow" (tipo "Carry Me Over").

"Dying For An Angel" é isso: um hardão bacana de ouvir, que faz bem o papel de contar a história do Espantalho. A letra mostra o quanto ele está dividido, sentindo a necessidade de recolher os cacos da dignidade - embora ainda assim tenha o sentimento de "dying for an angel everyday". E todo mundo meio que entende como é tentar seguir em frente, mas às vezes surge o fantasminha da pessoa a qual você não queria, e fica puxando o teu pé.

O clipe faz  sentido? Não sei dizer. Mas eu gosto dele, até. Então bora lá, soltar o play.



[Verse 1: Tobias/Klaus]
You're awake in your darkest dream
I have come for you
And nobody can hear you scream
When I reach for you


Don't you remember their feet in your face
Before they have carved you in stone
And don't you remember your sweat and your pain

When you were drawn to the bone
When you were left all alone

[Chorus: both]
Living on a dream
Dying for an angel
Reach out, waiting for a miracle
No sign of wings as you turn your back on me

Living on a dream
Lonely, cold and dire
Head up, feet down in the fire
Giving till you're gone
Dying for an angel everyday?

[Verse 2a: Tobias]
Where do we go from the apogee
What do we leave behind
And how will I stand what I'll have to see
This reflection of mine

[Verse 2b: Klaus]
Collateral damage: your sacrifice
Gotta learn to fly, unlearn to fall
Gotta tear down the walls of love and lies
You have come on your own
You will go on all alone

[Chorus: both]
Living on a dream
Dying for an angel
Reach out, waiting for a miracle
No sign of wings as you turn your back on me

Living on a dream
Lonely, cold and dire
Head up, feet down in the fire
Giving till you're gone
Dying for an angel everyday

[Solo: Sascha]

(Living on a dream
Dying for an angel
Reach out, waiting for a miracle
No sign of wings, as you turn your back on me)


[Chorus: both]
Living on a dream
Dying for an angel
Reach out, waiting for a miracle
No sign of wings as you turn your back on me


Waiting for a miracle...


Living on a dream
Lonely, cold and dire
Head up, feet down in the fire
Giving till you're gone
Dying for an angel
Everyday


[Outro]
Living on a...
Living on a dream
Dying for an angel
Reach out, waiting for a miracle
No sign of wings as you turn your back on me
Back on me...


Living on a dream
Lonely, cold and dire
Head up, feet down in the fire
Giving till you're gone
Dying for an angel
Everyday