O cenário latino-americano de Rainbow Six Siege tem um novo campeão. Neste domingo (9), depois de uma campanha irretocável, a Ninjas in Pyjamas venceu a FaZe Clan por 3 mapas a 0 e conquistou o título do Six Major LATAM. O torneio reuniu os quatro melhores times do Brasil na atualidade e distribuiu uma premiação total de mais de meio milhão de reais.

Vale lembrar que a competição foi disputada de forma online para garantir a saúde e o bem-estar de equipes, torcedores e parceiros, devido à pandemia de COVID-19. O público pôde acompanhar todas as partidas do campeonato nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.
Com o triunfo no Six Major LATAM, os Ninjas faturaram US$50 mil (cerca de R$270 mil na cotação atual) e se estabeleceram como grande potência do país na modalidade. O título coroa uma temporada que já havia começado de maneira muito positiva após a campanha histórica no Six Invitational 2020, que rendeu a segunda posição para os brasileiros.
Após a vitória sobre a FaZe na decisão, o líder da NiP, Gustavo “Psycho” comemorou o desempenho no Major e o atual momento do time: “Desde que a line-up foi montada, tivemos algumas dificuldades, principalmente nas últimas edições da Pro League. Mas temos evoluído muito, no Invitational ‘batemos na trave’, e sei que somos uma equipe com muito potencial. No futuro ainda vamos trazer um título mundial para o Brasil”.
E a conquista deste fim de semana veio após um desempenho de alto nível. Nas semifinais, os Ninjas derrotaram a Team Liquid por 2 a 1 em confronto com muita emoção e equilíbrio. Na final da chave dos vencedores, a equipe - comandada por outra grande atuação de Murilo “muzi” - deu uma prévia do que seria a decisão do campeonato ao vencer a FaZe por 2 a 0, sem grandes dificuldades.
No jogo que encerrou o Major, a NiP entrou em ação com a vantagem de um mapa após sair vitoriosa na Upper Bracket. Apesar da confiança adquirida depois de derrotar a Team Liquid no sábado (8), em clássico válido pela Lower Bracket, a FaZe Clan não foi párea para a rival. No mapa Litoral, o time de Ronaldo “ion” começou melhor, mas caiu de rendimento e viu os Ninjas abrirem 5 a 2 no placar. A FaZe até correu atrás do prejuízo, mas, no ponto decisivo, viu muzi brilhar diante do experiente Rafael “mav” e garantir a vitória por 7 a 5.
Já no mapa Oregon, a Ninjas in Pyjamas mostrou solidez na defesa e fez 5 a 1 rapidamente. Em desvantagem, a FaZe elevou o nível com ótimas jogadas de Leonardo “Astro”, mas se deparou com outra tarde inspirada de muzi. O atleta eliminou três adversários no 11º round e confirmou a vitória por 7 a 4 no mapa e por 3 a 0 na série.
Psycho afirma que o grande mérito do time na final foi a estratégia bem definida pré-jogo: “Foi algo estudado, sem dúvidas. Sabíamos que no mapa Litoral eles estavam mal, pois perderam para Liquid e Team oNe neste Major, então já que eles não conseguiriam banir ele, nos preparamos bastante para vir forte logo no início. A escolha da FaZe nos surpreendeu um pouco, porque achávamos que o pick seria Mansão, por ser um dos mapas mais fortes deles. No fim das contas, jogar no mapa Oregon foi bom para nós”.
Do outro lado, a FaZe encerra o torneio de cabeça erguida. O time chegou à decisão mesmo após se classificar para o Major com a pior campanha no BR6 entre os quatro participantes. Nas semifinais, enfrentou o jovem e promissor elenco da Team oNe em um duelo épico. Após alternar vitórias nos dois primeiros mapas, o jogo foi decidido nos últimos segundos do terceiro em uma prorrogação eletrizante. 
No dia seguinte, a FaZe teve dificuldades contra a NiP e foi obrigada a disputar a repescagem para se garantir na decisão em outro jogo de alto nível, desta vez contra a Team Liquid. Depois das vitórias da FaZe no mapa Clube e da Cavalaria no Litoral, a classificação de Astro e companhia novamente só se confirmou nos momentos finais da prorrogação, no mapa Oregon.
Liquid e Team oNe, por sua vez, estiveram abaixo do esperado. As duas entraram no Major com as melhores campanhas do Brasileirão, mas ficaram com a terceira e a quarta posições, respectivamente, no campeonato regional. Os Golden Boys até chegaram perto de superar a FaZe na sexta-feira (7) e avançar na competição, mas acabaram derrotados. No primeiro jogo da chave de perdedores, no entanto, não foram páreos para a Liquid, que mostrou sua força no primeiro dia do torneio, mas foi eliminada pela FaZe, nos detalhes, no sábado.
Agora, Ninjas in Pyjamas, FaZe Clan, Team Liquid, Team oNe e as outras seis melhores equipes do cenário nacional de R6 retornam no mês de setembro para a disputa do segundo turno do Brasileirão Rainbow Six Siege 2020. A competição está em sua quarta edição e conta com a premiação total de R$500 mil, a maior de sua história.
Estral Esports é campeã no México
O fim de semana também contou com a decisão da divisão mexicana do Six Major LATAM. No sábado (8), a Estral Esports derrotou a Timbers Esports por 3 mapas a 1 e conquistou o título do torneio. A vitória confirmou o favoritismo da equipe, que terminou o primeiro turno da Liga Mexicana de maneira invicta nos seis jogos que disputou.
Na final, a Estral saiu na frente com vitória nos dois primeiros mapas do confronto, Parque Temático e Clube, mas viu a Timbers reagir no mapa Mansão após vencer o jogo na prorrogação. Entretanto, no Consulado, a Estral não deu chances ao aplicar um sonoro 7 a 1 e garantir o troféu da competição.
Six Major continua na América do Norte e Europa
Vale lembrar que nas outras regiões do circuito competitivo do Rainbow Six Siege os fãs ainda poderão acompanhar grandes partidas entre algumas das melhores equipes da modalidade no Six Major regional. Os torneios locais acontecerão entre 14 e 16 de agosto, na América do Norte, e de 20 a 23 de agosto, na Europa. Ambos também serão transmitidos nos canais oficiais Rainbow Six Esports Brasil.
Os participantes do Major regional norte-americano serão: Oxygen Esports, SpaceStation Gaming, Team SoloMid e DarkZero Esports. No continente europeu, Rogue, Virtus.pro, BDS Esport e G2 Esports brigam pelo troféu.