Após o fim do primeiro turno do Brasileirão, outro torneio de Rainbow Six Siege chega para os fãs da modalidade acompanharem a partir desta sexta-feira (7). O Six Major regional brasileiro reunirá as quatro melhores equipes do país em uma disputa com US$100 mil (cerca de R$530 mil na cotação atual) em premiação. Por conta da pandemia de COVID-19, o campeonato será realizado de forma online, para garantir a saúde e o bem-estar de equipes, torcedores e parceiros.

A partir das 13h desta sexta-feira, o confronto entre Team oNe, que terminou o primeiro turno do BR6 na liderança, e FaZe Clan, quarta colocada na competição nacional, dá início ao torneio. Em seguida, Team Liquid e Ninjas in Pyjamas medem forças. O evento acontecerá no sistema de dupla eliminação, por isso, os dois times derrotados nestes primeiros duelos se enfrentam pela sobrevivência no campeonato, em um encontro realizado no mesmo dia.
No sábado, também a partir das 13h, mais dois jogos. Primeiro, os times que venceram seus compromissos no dia anterior decidem quem avança direto para a grande decisão. O perdedor deste confronto encara a equipe que, na sexta-feira, triunfou na partida de repescagem, para decidirem a segunda finalista da competição, que acontece no domingo (9), às 15h.
Vale lembrar que todos os confrontos serão em MD3 (melhor de três mapas), com exceção da final, que acontecerá em MD5, com um mapa de vantagem para o time que venceu todos os seus jogos nas fases anteriores, chegando pela chave dos vencedores.
O primeiro colocado fatura US$50 mil (cerca de R$266 mil), enquanto o segundo fica com US$25 mil (cerca de R$133 mil). O terceiro leva para casa US$15 mil (cerca de R$80 mil) e o quarto US$10 mil (cerca de R$53 mil). O público poderá acompanhar todas as partidas do Six Major nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.
Confira como cada equipe participante chega para o Six Major:
Team oNe
A line-up que representa a Team oNe mostrou seu potencial em 2019 ao atropelar adversários na Challenger League e na Série B do Brasileirão. O desempenho negativo na Pro League LATAM 2020 deixou a impressão de que os Golden Boys não tinham ainda a força necessária para competir com os melhores times do país, mas a campanha no primeiro turno do Campeonato Brasileiro deste ano evidenciou novamente os talentos de seus jovens e promissores atletas.
Líder no campeonato nacional, a organização chega motivada para conquistar o Six Major e tirar qualquer dúvida que ainda possa existir sobre a força do elenco. “A grande fase do FelipoX e a entrada do Rappz são fatores que fizeram a Team oNe subir de produção recentemente. A partida de estreia contra a FaZe será muito tática, já que todas as equipes mostraram a maior parte das estratégias e dos mapas que são fortes durante o primeiro turno do Brasileirão”, analisa Matheus “Budega”, coach da T1.

Team Liquid
Para a Team Liquid, vencer o Major é a chance de se colocar outra vez como a principal potência do cenário brasileiro na modalidade. Campeã mundial da Pro League em 2018 e atual campeã brasileira, após vitória histórica alcançada na Game XP em 2019, a Cavalaria busca agora outro título de grande importância para provar que segue no topo, mesmo com rivais como Team oNe e Ninjas in Pyjamas em grande fase.
O jogador João “HSnamuringa”, da Team Liquid, analisa seus oponentes presentes no torneio: “Sempre encontramos dificuldades quando enfrentamos a NiP. Estamos treinando bastante com foco nos detalhes que precisamos acertar para vencê-los na partida de estreia. Pela evolução recente da Team oNe, considero que ela seja, assim como a Liquid, o time a ser batido nesta edição do Major”.
Ninjas in Pyjamas
O ano de 2020 começou promissor para a Ninjas in Pyjamas. A organização foi ao Six Invitational e alcançou a melhor campanha brasileira na história do torneio, ao terminar como vice-campeã. Depois ficou em segundo lugar na 11ª temporada da Pro League LATAM e segue firme na briga pela liderança do Brasileirão. Agora, a busca é por sair do “quase” e faturar um título para coroar o grande momento que vive.
Gustavo “Psycho”, um dos jogadores mais experientes do atual elenco da NiP, destaca uma característica importante do time e fala sobre a diferença na preparação para um torneio em MD3, como o Six Major, em relação ao Brasileirão, disputado em MD2: “Para partidas em formato melhor de três, é necessário treinar mais mapas durante a preparação. Como aumenta a quantidade de mapas, não dá para trabalhar tão profundamente com todos e é necessário conseguir adaptar estratégias. Por isso somos fortes em MD3, por termos uma capacidade de adaptação muito grande”.
FaZe Clan
Regularidade, forte jogo coletivo e disciplina tática são as marcas da FaZe Clan, equipe brasileira que constantemente figura entre as melhores do país em diferentes campeonatos. O time terminou o primeiro turno do Brasileirão na quarta posição, com sete jogos de invencibilidade e, assim, garantiu a última vaga para o Six Major. A principal aposta está no entrosamento da line-up para ficar com o título.

“Na América Latina, vejo a FaZe como o time com mais disciplina no aspecto tático, um fator muito importante para o sucesso. Estamos treinando bastante para consertar o que não funcionou tão bem no BR6 e, na estreia contra a Team oNe, que possui um estilo de jogo bem agressivo, vamos trabalhar para anular as estratégias deles e levar vantagem no duelo. Sem dúvidas será uma partida acirrada e de alto nível”, comenta Matheus “Ramalho”, técnico da FaZe Clan.
Confira a tabela de jogos do Six Major LATAM:

via Press FC