As pesquisas mostram que, por conta do bullying, da falta de aceitação e do preconceito, uma pessoa LGBTQ tem um risco duas vezes maior de sofrer de ansiedade e depressão que uma cis heterossexual. Ainda, pensa três vez mais em suicídio e a chance de ela colocar o ato em prática é cinco vezes maior. Em entrevista com Andrew Oliveira, autor amapaense, ele relata sua vivência com a doença e o preconceito: "Embora eu tenha nascido no seio de uma família amorosa, o mundo lá fora me tratava de uma maneira diferente, e não escapei de algumas violências". 

Durante o Setembro Amarelo, é sempre necessário reforçar os índices para que todos prestem a atenção na saúde mental daqueles à sua volta. Casos como o de Andrew, que afirma que aos vinte e três anos já se considerava no fim da linha, são comuns e preocupantes. 

O tratamento para depressão normalmente envolve tratamento psicológico e psiquiátrico, mas existem opções alternativas: em sua experiência pessoal, além do uso de antidepressivos e acompanhamento psiquiátrico, o escritor utilizou da escrita e de rituais xamânicos e meditativos para buscar sua cura. 

Para compartilhar as suas dores e reflexões sobre a doença, Andrew escreveu Vazio da Forma. O livro, que segue a história de um pintor depressivo e atormentado por uma entidade que pode tomar a forma de qualquer coisa, foi uma das saídas para que ele pudesse expressar sua dor: "antes de criar Vazio da Forma eu passei por muitos processos pessoais, muitas perdas e dores, muitos traumas, muitas sequelas físicas e emocionais nas quais a minha depressão se nutria", diz. 

Ainda, sobre sobre seu processo de escrita e como esta faz parte do seu processo de cura, ele completa: "eu escrevo sobre brutalidades físicas e psicológicas, sobre tudo o que ainda dói, ou que ainda me lembro, porque só doendo é que vai curar." 

Seu livro, Vazio da Forma, se encontra disponível nas principais livrarias online e na loja da Editora Skull. 


Sobre o livro 

Na história acompanhamos Frey, um pintor homossexual atormentado por uma entidade chamada A Sombra, e que precisa encarar o desaparecimento de sua filha Lírio, lhe catapultando numa imersão de memórias enquanto tenta manter as rédeas do seu casamento com Jacinto, seu marido, e iniciando além da busca pela filha perdida, uma maneira de recuperar a sua fé nas Três Irmãs, as deusas matriarcais de sua terra natal. 

Sobre o autor

Andrew Oliveira é escritor, tem 26 anos, e é natural de Macapá (AP), onde morou até concluir o ensino médio. Fez faculdade de Cinema e Audiovisual em Belo Horizonte (MG), no Centro Universitário UNA. Em 2016, se mudou para São Paulo, para trabalhar com fotografia e com seus outros projetos pessoais. É autor dos livros Santuário e Vazio da Forma.

Redes sociais

@cherry_mayfair no Twitter

@deirdremayfair no Instagram