SPOILERS do quadrinho Death Metal: Trinity Crisis #1 a seguir

Desde a primeira aparição em Death Metal #2, o Rei Robin tornou-se uma das maiores ameaças do momentos nos quadrinhos da DC Comics. Em Death Metal: Trinity Crisis, os leitores viram o vilão justificar porque é tão temido, onde ele derrota três grandes personagens da DC sem se esforçar muito.

Tudo começou aqui

Em Death metal #1, Batman ressuscitou o pistoleiro Jonah Hex com ajuda de um anel do Lanterna Negro. Embora seu papel exato não tinha sido definido na ocasião, os leitores sabem que Hex foi recrutado para ser um dos generais do Batman na luta contra Perpétua. Em Trinity Crisis, a Mulher Maravilha reúne Hex com o Mostro do Pântano e a Arlequina - os dois dos últimos heróis livres do Universo DC - enquanto ela planeja como os heróis vão derrotar a Mãe do Universo. Seria uma pena se, Rei Robin King estivesse no caminho.


Quem é ele?

O Rei Robin é uma versão distorcida de Bruce Wayne que se tornou um assassino sociopata. Astuto, o personagem criou maneiras de derrotar e matar todos os heróis que encontrasse. Ele se orgulha do seu cinto de utilidades, e sempre parecer exatamente o que precisa para derrotar seu oponente. Até a Trinity Crisis, o Rei Robin King não foi bem um destaque. A situação agora promete mudar, uma vez que os heróis planejam derrotar Perpétua.

O problema e o plano

A Mulher Maravilha explica aos outros personagens que Perpétua se fortalece com a energia criada por eventos de crise, e a utiliza para destruir o universo. O Batman que Ri criou três mundos no Multiverso das Trevas, onde as três crises principais - Crise nas Terras Infinitas, Crise Infinita e Crise Final - estão acontecendo continuamente. 

Com isso, a Mãe do Universo tem a energia ilimitada que precisa para destruir o Multiverso. O plano da Mulher Maravilha é fazer os heróis cortarem essa energia.

O plano e o problema

Quando Hex, Mostro do Pântano e Arlequina partem para o Castelo do Morcego, o Rei Robin pega os três numa emboscada. O vilão vence o Monstro usando uma forma concentrada de Podridão, nocauteia a Arlequina com um grande martelo, e então se concentra em Hex. Robin atira uma bala especial que "come tecido necrótico, geralmente das extremidades para dentro". Resultado? A bala faz Hex se desfazer de dentro para fora.

Com a capacidade de criar e mover-se por portais que podem levá-lo a qualquer lugar, o Robin King está provando ser uma das figuras-chave a se observar no Death Metal.


#Eita

Desde a estreia em in Death Metal, o Rei Robin mostrou que não vinha para brincadeira. Agora os fãs tem a noção exata do quanto. Não é fácil encarar os poderes do Monstro do Pântano, a sagacidade da Arlequina, e matar Jonah Hex. Capaz de criar e mover-se por portais que podem levá-lo a qualquer lugar, o Rei Robin é uma figura para ficarmos de olho em Death Metal.

Via CBR