O Nintendo Switch recebeu uma atualização de firmware e os ratos de hardware e firmware descobriram alguns pontos interessantes dessa atualização fora do comum pelo padrão da Nintendo. Algumas palavras foram banidas impedindo de serem utilizadas como nickname por exemplo.



No site oficial da Nintendo é informado que a versão 1.2 do firmware do Nintendo Switch contêm "Sistema geral com melhorias para estabilizar e melhorar a experiência do usuário". Apesar de não ser citado na nota oficial, a Polygon reportou que o sistema trouxe uma lista de frases banidas que incluam "KKK", "slave", "Nazi', "acab" e "covida".


Antes você poderia trocar seu nick para as palavras cima, agora, caso tente o Switch relata um erro e força os usuários a selecionar nomes diferentes. Embora as razões históricas para banir frases como "KKK" e "Nazi" sejam óbvias, a Nintendo presumivelmente rejeitou "ACAB", que significa "todos os policiais são bastardos" (all cops are bastards), devido ao seu recente ressurgimento como um slogan anti-policiamento na sequência de protesto Black Lives Matter contra a violência policial.

“Covid”, por sua vez, tem sido usado como uma frase de trolls tóxico em vários jogos online desde o início da pandemia. Empresas como a Riot Games também baniram o uso da palavra, o que levou ao banimento acidental de um jogador de League of Legends no início deste ano cujo nome de batismo é Corona.

Muitas vezes não está claro como os proprietários de plataformas decidem quais palavras banir e quais deixar passar. No início deste mês, a Eurogamer relatou que a Microsoft baniu o nome “Karen” no Xbox. No entanto, aparentemente foi um acidente, e a Microsoft cancelou o banimento do nome após ter sido informada do problema.

O Switch é mais imune à toxicidade do que a maioria das plataformas, no entanto, visto que ainda não há como os usuários enviarem mensagens diretamente uns aos outros no console.

via Kotaku