Se você perguntar qual gênero de filme eu não lingo muito, são as animações. Nada contra quem gosta, eu não sou fiscal de hype. Eu não consigo ter o interesse de voluntariamente ir ao cinema assistir. Então por que eu assisti "Spycies: Agentes Selvagens"? Primeiro, foi uma oportunidade sem precisar sair de casa (um super obrigada ao Hugo, inclusive). Segundo, eu adoro me contrariar e ver o resultado. Então é sobre isso que a gente vai conversar nesse review.


Primeiro, o trailer

Assim você entende tudo, e não perde nada:


O que é?

Spycies é um filme francês/chinês que estreou no Brasil em 17 de setembro de forma limitada. Ou seja: apenas nas cidades autorizadas a reabrirem os cinemas durante a pandemia. A premissa é bem comum, o que torna o filme mais interessante ainda: Vladimir é um gato acostumado a trabalhar sozinho nas missões da Agência. Uma série de eventos faz o felino trabalhar com o rato Hector, para desvendar o roubo de um objeto que pode destruir o planeta.

O filme é bom?

Aposto que você já viu esse tipo de cena antes

Sim. Gostei mais do que o esperado! O filme ganhou a minha atenção já na sequência de abertura, e o andamento da história (que possui 1h39min de duração), me deixou curiosa e interessada. Spycies vai na contramão de filmes como "Detona Ralph", "Viva" ou "Moana", sendo mais estilo "Zootopia", Ainda assim, é só porque tem animais antropomórficos vivendo numa cidade, e um caso de crime.

Destaque(s)

O filme surpreende por reunir tantos clichês do gênero de ação e espionagem. Você assiste Spycies e lembra fácil de franquias como "Bad Boys", "Missão: Impossível" e "007". Lembra até dos filmes da Marvel, com a "Agência que trabalha para garantir a segurança do mundo". O desenho do distintivo totalmente é um irmão perdido do "A" de Avengers.

E é isso. Spycies não tem um destaque específico. O destaque é como tudo se conecta. O roteiro é satisfatório, e encaixa uma boa sequência de revelações. Os personagens são simpáticos, cumprem seus papéis do "gênio da tecnologia sem habilidade de luta", a "protagonista feminina com uma missão que só é revelada no meio do filme", e o "protagonista mal humorado, mas que vai salvar o mundo".

Vale assistir?

Quem usa óculos vai se identificar demais com essa cena, ha

Vale. O que fez "Spycies: Agentes Selvagens" ser acusado de cópia barata, me faz indicar o filme por ser um bom uso de referências famosas. Ainda tem a animação, muito bem feita e mostrando que não é só a Pixar ou Dreamworks que entendem do assunto. Gostei bastante das cenas de alto mar, e um trecho onde o verde da vegetação ficou bonito demais.

É um filme que eu teria a decisão voluntária de assistir nos cinemas? Não. É um filme que eu teria a decisão voluntária de procurar no streaming? Talvez. Foi uma boa experiência assistir o longa, e fazer esse review? Foi sim. "Spycies: Agentes Selvagens" passa mensagens importantes enquanto diverte, e enche os olhos com bons visuais. Sem falar da dublagem, que ficou de parabéns.

Título original: Spycies
Título nacional: Spycies: Agentes Selvagens
País: França / China
Gênero: Animação / Aventura / Comédia
Duração: 1h39
Direção: Guillaume Ivernel e Zhang Zhiyiv
Roteiro: Zhang Zhiyiv, Michel Pagés, Stéphane Carraz
Elenco: Karen Strassman, Monsieur Pouple, Davy Mourier