Dia 12 de Outubro é comemorado no Brasil o Dia das Crianças e quanto mais os anos passam, mais distante ficamos da "última infância boa". E se você acha que vem ai uma lista saudosista, achou certo baka e há realidade nisso pois quanto mais os anos se passaram, menos opções de desenvolvimento e diversão que não sejam restritos a telas para PC e consoles ou mobiles. Mas, vamos falar de jogos pois todos concordam que é legal e era um adendo para o pós entretenimento de qualidade em frente de casa.
A infância da turma nas casas dos 30 foi regrado a muitos games em 8 e 16 bits, e para alguns, com games no PC. Vamos a lista de games que marcaram as gerações que foram crescendo durante os anos 1990 e uma parte do inicio dos anos 2000.

Spider-Man e Venom - Maximum Carnage (1994)


Lançado para Mega Drive e Super Nintendo e pegando a onda forte que eram os games baseados em super-heróis, Spider-Man & Venom - Maximum Carnage surpreendeu por sua qualidade, visual bem quadrinhesco e dificuldade alta que desafiava o jogador. Escolhendo entre o Homem-Arana e o Venom, o desafio do jogador era encontrar e derrotar o Carnificina. Ao longo da jornada vamos trombando com diversos personagens da Marvel, especialmente do universo do Cabeça de Teia, brindando com participações que nos deixam na curiosidade para ver quem mais pode aparecer.

Super Mario World (1990)



Talvez aquele que seja o primeiro game jogado por muitos da geração dos 30 anos, Super Mario Bros foi épico e revolucionou a atenção dos jogadores nos 8 bits, mas quando o Super Nintendo estava entre nós e Super Mario World veio ao mundo, literalmente um mundo novo de aventuras chegava para nós. Abusando do dobro do podere nos entregando um game muito bonito e colorido e cheio de desafios, e segredos, Super Mario World foi e é um game obrigatório para a nossa geração, mesmo que pros "Seguistas".

Sonic 2 (1992)



Assim como seu rival, sim Enzo naquela época eles eram rivais e saiam no soco e não existia Super Smash Bros ou Jogos Olímpicos para trazer a paz, Sonic teve uma estreia muito boa em seu primeiro jogo, porém, foi no segundo jogo que a magia do ouriço super rápido se concretizou. Um belo jogo de plataforma e com músicas marcantes, Sonic 2 foi e é um game obrigatório para a nossa geração, mesmo que pros "Nintendistas".

Turtles IV - Turtles in Time (1991)



Baseado no desenho que foi na contramão do quadrinho e assim conquistou o mundo, Tartarugas Ninjas IV - Turtles in Time foi um dos melhores games do quarteto mais famoso dos anos 1990. Todos os jogos deles eram bons beat n up, gênero forte da década, e com ótimos desafios, no entanto, a temática de viagem no tempo e pequenas mecânicas diferenciadas como atirar o inimigo na tela, somados aos carisma das Tartarugas, garantiu um sucesso nos arcades e no Super Nintendo.

International Super Star Soccer Deluxe (1995)



Não dá para falar de vários games da infância e ignorar um dos mais jogados no tocante a esportes, afinal, se International Super Star Soccer empolgou, a versão Deluxe foi a que doutrinou e moralizou os pequenos jogadores aspirantes a craques virtuais para comandar a maior seleção brasileira de todos os tempos, afinal: "Ooh oo oooh! Toca no Allejo que é gol!". International Super Star Soccer Deluxe foi lançado para Snes e Mega Drive e haviam pequenas diferenças no gameplay das versões e falo com tranquilidade.

Kid Chamaleon (1992)



Kid Chamaleon é um game bem diferente e que chamava a tenção pelo fato do protagonista viver a aventura dentro de um game, e assim, literalmente trocentas mil fases para serem exploradas até o final sem o direito de continue mas com muitos power ups para mudar o visual do protagonista. É provável que muita gente sequer completou 25% do game e não é nenhum demérito, realmente o game é longo e nos deixa na sensação de continuar o desafio até o fim ou tentar ir mais longe que der sem fritar o Mega Drive.

Mega Man X (1993)



A segunda franquia da série Mega Man trouxe um desafio um pouco diferente. Sim, ainda temos o esquema dos oito chefes, cada poder é forte contra um determinado chefe, depois as fases finais e derrotar o chefão, no caso da série X fomos apresentados aos Sigma! Se Mega Man vem como a infância do robozinho azul, X é sua versão adolescente e com histórias um pouco mais condizentes com a mudança e novos personagens que, mesmo que usem ideias de personagens da série padrão Zero ala Protoman com espadinha, a série trouxe a Armadura X, Dash e a possibilidade de escalar as paredes além de um poder secreto bem conhecido dos jogos de luta.

Power Rangers The Movie (1995)



Um game, quatros versões, então oi! Games baseados em filmes sempre foi algo comum e na época era também bem comum eles terem algo dos filmes mas serem bem diferentes (alou Goldeneye 007, coisa linda) e o filme dos Power Rangers rendeu quatro games com o mesmo nome em plataformas diferentes: Super Nintendo, Mega Drive, Game Boy e Game Gear. As versões de console são as mais famosas e enquanto no SNes o game segue a formação do filme e apenas no final desafiamos Ivan Ooze e nenhuma luta de robôs, na versão do Mega ela pega mais elementos dos filmes como os capangas de Ooze e as lutas de robôs em alguns estágios. São games totalmente diferentes e ambos igualmente bons e que renderem muita jogatina para a galera.

Toy Story (1995)



Outro game baseado em filme e outro grande sucesso da época e que marcou tanto filme quanto game contando a história ao longo de fases baseadas no momento de cada narrativa de Toy Story. Vivendo o Wood a história começa na treta inicial com a chegada do Buzz e depois disso toda a saga da mudança e sobrevivência vem forte. Mais que um bom game de plataforma 2D de progressão lateral, Toy Story ainda traz dois tipos de fase de corrida, a passagem pelo Pizza Planet, os arcades e zaz.

Side Pocket (1986)



Na teoria os games eram mais focados ao público infantil, jogos de luta atraíram mais o público mais velho, no entanto, um game precisaria romper a barreira e ser o moralizador de caráter que uniria os "velho de guerra" e os "Toddynhos" em um game que traria ensinamentos para a vida. Originalmente Side Pocket foi lançado em 1986 para Arcades e de 1987 à 1994 foi sendo lançado para portáteis e consoles: Nintendo em 1987; Game Boy em 1990; Mega Drive em 1992; Snes em 1993; Game Gear 1994 e ainda em 2011 chegou ao Nintendo 3DS. Side Pocket provavelmente introduziu muita gente na sinuca e entre uma partida clássica, 8 balls e mais, existiam os desafios de fazer aquelas super encaçapadas múltiplas em uma tacada só e esse era o desafios para muitos. A trilha sonora também se destacava com a jukebox do game.

Streets of Rage (1991)



Talvez você tenha notado que beat n up realmente fazia sucesso na época e chegando ao fim da lista, mais um game de bater em vagabundo e aliviar a alma. Streets of Rage era a alternativa para quem não tinha como jogar Final Fight, e, diferente de outros games que aparecem como alternativa ele é grande por si só e até os dias de hoje rendeu mais três sequências. Literalmente tornou beat n up em bater em vagabundos ainda mais natural com os protagonistas sendo policiais. Mais que um game bom de se jogar, Streets of Rage ainda possuí uma excelente trilha sonora que casa mais do que bem com o belo visual que o game traz consigo.

Outros games...


Existem muitos outros games que poderiam ser citados, contudo, isso acabaria gerando uma lista que acaba se assemelhando por demais com outras por ai pelo motivo de sermos da mesma geração, jogados diversos jogos iguais e que eles acabaram mexendo conosco, no entanto, sempre tem games que ficam de fora por ter um menor apelo ou ser mais "seu".

Se você jogou algum desses ou tem algum que poderia ser citado, deixe seu comentário para sabermos :)