Ter um SSD (Solid State Drive ou unidade de estado sólido) instalado em um PC ou notebook significa ter uma máquina mais potente, rápida, atualizada, confiável e que consome menos energia. Com tantas vantagens, além de substituir seus HDDs por SSDs, muitos usuários querem incrementar o upgrade. 

Para isso, a Kingston Technology, líder mundial de produtos de memória e soluções de tecnologia, oferece o Kingston SSD Manager, aplicativo que permite monitorar e gerenciar vários aspectos da sua unidade de estado sólido.

"Muitas pessoas possuem um SSD Kingston em seus sistemas mas desconhecem os benefícios do programa Kingston SSD Manager. Com este software é possível ver a vida útil restante do SSD, monitorando sua evolução e evitar surpresas."

"Isso é feito através de uma barra de desgaste do SSD que começa em 100% e vai reduzindo na medida em que o chip NAND Flash é utilizado, até chegar em 0% de sua vida útil", explica Iuri Santos, gerente de tecnologia da Kingston no Brasil. "Dificilmente um SSD Kingston usado corretamente chegará a esse estágio, mas fazer o uso do aplicativo pode evitar até as exceções", afirma.


Recursos e compatibilidade do Kingston SSD Manager

O Kingston SSD Manager oferece diversas funcionalidades: monitorar o desempenho, status e uso do disco da unidade; visualizar os dados de identificação da unidade incluindo nome do modelo, número de série, versão do firmware e outras informações pertinentes; utilizar a tecnologia de automonitoramento, análise e relatório (Self-Monitoring, Analysis, and Reporting Technology - SMART) e exportar relatórios detalhados em formato de texto; atualizar o firmware da unidade; apagar dados com segurança; e gerenciar TCG Opal e IEEE 1667.

O aplicativo é compatível com os sistemas operacionais Windows® 8, 10Windows® 8.1 e Windows® 10 e para utilizá-lo é preciso ter um ou mais SSDs Kingston, modo AHCI definido na BIOS e privilégios de administrador no Windows®.


Como usar o Kingston SSD Manager

Para ajudar o usuário a aproveitar ao máximo as funcionalidades do aplicativo, Iuri Santos preparou o passo a passo a seguir:

• Na tela inicial aparecem as principais informações para o usuário de SSD Kingston se informar, começando pelo update de firmware. Os SSD é construído como um minicomputador, tem seu processador, também chamado de controlador NAND, sua memória e todos os circuitos para a comunicação entre cada componente.

O Firmware é responsável pela operação do controlador e, por isso, seu update pode trazer muitas vantagens, desde melhoria no consumo de energia e desempenho, até a expansão da vida útil da unidade, evitando bugs que podem surgir com novas versões de sistemas operacionais ou sistemas em geral, ou por alguma gestão energética diferente do usual imposta pelo sistema.

Atualizar o firmware pode garantir que o SSD não entre para as estatísticas de unidades que apresentaram algum defeito antes do final da vida útil.


• A vida útil do SSD é estimada através do TBW (Total Bytes Written), normalmente expresso em Terabytes. Essa estimativa é padronizada na indústria, então SSDs para desktops e notebooks têm essa expectativa calculada de uma forma e SSDs para servidores, data centers e workstations em geral são calculados de outra maneira.


• Na página inicial do Kingston SSD Manager, em "Health Overview", há um resumo que mostra se foram encontradas falhas, alertas e uma nota geral para a ‘saúde’, em que "Healthy" significa que a unidade está em um estado saudável.


• No quadro ao lado, "SSD Health", a barra "SSD Wear Indicator" mostra o desgaste real do SSD e não uma estimativa. É como se fosse a barra de combustível do dispositivo, que ao iniciar já deixa de estar em 100% e vai caindo até chegar em 0%. Inclusive, a garantia condicional dos SSDs Kingston se baseia neste parâmetro. O SSD funciona perfeitamente até chegar em 1%, momento exato em que ainda é possível salvar suas informações e providenciar uma nova unidade.


• A barra de SSD "Spare Blocks" é uma contagem de blocos extras que fogem das especificações de capacidade do SSD e que o controlador pode usar se detectar que algum bloco em uso não está com a performance esperada.

É um processo automático e normalmente no começo da vida útil do SSD. Quando ele começa a ser usado na prática, o controlador pode fazer os devidos ajustes para estabilizar futuramente o desgaste da unidade, prolongando ainda mais a vida útil e mantendo sua performance dentro dos parâmetros ideais.


As linhas de SSDs Kingston

A Kingston tem SSDs de diferentes capacidades de armazenamento - de 128GB a 7,68TB - e velocidades de leitura e gravação de 500MB/s a 3.400MB/s, voltados a diferentes perfis e necessidades. A linha DC é ideal para empresas de hospedagem em nuvem e data centers que precisam de muito espaço de armazenamento; a linha KC é indicada para usuários corporativos e avançados que buscam o melhor desempenho para seus sistemas e segurança para seus dados, e a linha A tem excelente custo-benefício e é voltada para consumidores casuais que precisam de mais velocidade para realizar simples tarefas do dia a dia, como navegar na internet, estudar, jogar, editar vídeos e imagens e usar diferentes programas ao mesmo tempo.


Para mais informações sobre a Kingston e seus produtos, acesse http://www.kingston.com .

Nota: O nome e o logotipo Kingston são marcas registradas da Kingston Technology Corporation. Todos os direitos são reservados. Todas as demais marcas são propriedade de seus respectivos detentores.