Neste último final de semana a escritora Natalia Moreno se ocupou em suas redes sociais promovendo o lançamento de “Um Novo Lar”, seu novo conto baseado no anime japonês chamado Inuyasha. Trabalhando em uma trama similar, porém ambientada no Brasil e com suas singularidades, a autora se propõe a levantar lições importantes por meio de uma história curta e cheia de aventura.

Na trama acompanhamos Monique indo até um acampamento no meio do nada após ter sido colocada em um ônibus por sua mãe, ela não imaginava que precisaria lutar contra seus monstros internos para sobreviver naquele lugar. Porém, ao chegar ela faz novos amigos e percebe que todos estão em uma batalha, mas o que a surpreender, é o fato de cada um carregar uma dor e que só eles têm o poder de mudar o presente para ter um futuro que desejam.

Inuyasha é um anime japonês com a primeira temporada exibida no Japão entre 2000 a 2004, só que em outubro deste ano a história ganhou uma sequência chamada Yashahime: Princess Half-Demon. Diferente da produção audiovisual, o conto de Natalia Moreno não é ambientado no período Sengoku e os personagens não precisam lutar contra yokais.

“Um Novo Lar” já está disponível na Amazon em e-book junto com diversas outras histórias escritas por Natalia Moreno.


Sinopse
Quando Monique é colocada em um ônibus pela mãe para ir a um acampamento no meio do nada ela não imagina que precisará lutar contra os seus monstros internos.
Ela e os seus novos amigos, que também estão na batalha, aprenderão que cada um carrega uma dor e que só eles têm o poder de mudar o presente para ter o futuro que desejam.

Sobre a autora
Natalia Moreno nasceu em Porto Feliz em 1986. Formada em Letras e pós-graduada em Literatura, é professora de Língua Portuguesa e Literatura e palestrante sobre a importância da leitura na formação profissional e individual. Apaixonada por literatura, animais, música e natureza, encontrou na escrita uma maneira de extravasar seus sentimentos escondidos pelo seu jeito capricorniano de ser.

Já conta com alguns feitos em sua carreira literária: ganhou um concurso de crônica em sua cidade natal e publicou alguns títulos, entre eles Destino Traçado. Adora fazer listas e tem a mania de querer colocar tudo em ordem, desde um quadro torto até o mundo, desesperando-se por este estar fora do seu alcance.