Estão definidas as duas organizações que irão disputar o posto de melhor time de Rainbow Six Siege do país no próximo domingo (29). Neste fim de semana, MIBR e Team Liquid venceram Team oNe e Ninjas in Pyjamas, respectivamente, em confrontos válidos pelas semifinais do Brasileirão 2020, e estão a um passo de conquistar o cobiçado troféu na competição que distribuirá ao todo uma premiação de mais de R$ 500 mil.

No sábado (21), o MIBR encarou a favorita Team oNe, que encerrou a fase de pontos do torneio na liderança e vinha embalada pela boa campanha no Six Major de novembro. Mas a equipe de Gabriel “cameram4n” provou que pode enfrentar qualquer adversária de igual para igual e alcançou um merecido triunfo por 2 a 0 no jogo, com autoridade. 

E no domingo (22), Ninjas in Pyjamas e Team Liquid fizeram um confronto de altíssimo nível e repleto de reviravoltas. No fim, melhor para a Cavalaria, que venceu por 2 a 1 e mantém vivo o sonho do bicampeonato.

Após eliminarem os times que eram donos das duas melhores campanhas do torneio, MIBR e Team Liquid medirão forças no domingo, em uma partida no formato MD5 (melhor de cinco mapas), que vale o título de campeão do BR6 2020. 

Os fãs de R6 poderão acompanhar todas as emoções da grande final nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube. Para mais informações sobre os campeonatos profissionais de R6, visite o site r6esportsbr.com.

MIBR supera favoritismo da Team oNe e garante vaga na final (21/11, sábado)

No sábado (21), o MIBR, que se classificou em quarto lugar na fase de pontos, surpreendeu ao vencer a primeira semifinal e eliminar a Team oNe, líder da primeira etapa, para seguir na luta pelo título inédito. Com uma campanha irregular na fase classificatória, a equipe comandada pelo coach Guilherme “Guille” cresceu de produção na reta final do torneio.

Logo de início, o time deu uma boa demonstração do preparo realizado para a semifinal em seu mapa de escolha, Consulado. Com táticas bem executadas na defesa e no ataque, o MIBR se impôs e construiu o resultado sem correr grandes riscos até fechar o placar em 7 a 3 e abrir vantagem na disputa.

Já no mapa Litoral, teve emoção até o fim. A T1 começou bem e abriu dois rounds de vantagem, para tranquilizar seus torcedores. No entanto, a rival estava praticamente imparável e emplacou uma sequência positiva de cinco rounds para tomar a frente no placar. Os Golden Boys também reagiram e voltaram a deixar tudo empatado, mas o dia era mesmo de Gabriel “cameram4n”, que conseguiu um ace para colocar o MIBR novamente em vantagem. Em seguida, o time fechou o mapa em 7 a 5 e o jogo em 2 a 0, com destaque para o forte desempenho individual de Lucas “soulz1”, MVP da partida.

Após o jogo, o coach Guille explicou os fatores que fizeram o MIBR sair com a vitória na semifinal: “A equipe procurou entrar mais calma e finalizar os rounds sem afobação, e algo muito importante foi a preparação que fizemos no aspecto psicológico. Conseguimos prever as táticas do adversário e aplicar uma lógica reversa para vencer a partida”.

Do outro lado, Matheus “Budega”, coach da Team oNe, analisou as falhas da equipe: “Foi uma das únicas vezes que entramos como favoritos em um compromisso. A rival se preparou melhor na parte tática e erramos muito nas nossas decisões finais. No Litoral, o placar foi decidido por detalhes. São dois grandes times e infelizmente não conseguimos sair com a classificação”.

Confronto épico e Cavalaria na final (22/11, domingo)

Um duelo de tirar o fôlego agitou o domingo dos fãs de Rainbow Six Siege. Ninjas in Pyjamas e Team Liquid protagonizaram um embate digno de fase final de Brasileirão, decidido apenas no mapa de desempate. Quem terminou comemorando foi a Cavalaria, atual campeã da competição que segue forte na missão de defender o título.

A partida começou no mapa Consulado, escolha dos Ninjas. E, logo de cara, um resultado surpreendente: 7 a 0 a favor da Liquid, sem tomar conhecimento da rival. No momento em que parecia que uma vitória fácil se aproximava, a NiP deu outra demonstração de força e, no mapa de escolha da oponente, Clube, aplicou um 7 a 2 que deixou o confronto empatado. Cenário totalmente imprevisível para a disputa do último mapa.

O palco decisivo para o desempate foi o mapa Litoral. A Ninjas in Pyjamas começou melhor e venceu os três primeiros rounds. Então, a Cavalaria reagiu de forma avassaladora para levar seis rounds em sequência e chegar ao match point. A adversária até conseguiu mais um ponto na tentativa de continuar viva, mas não adiantou: 7 a 4 para a equipe de André “Nesk” e vaga garantida na decisão.

João “kamikaze”, atleta da NiP, apontou os fatores que definiram o resultado do jogo: “No primeiro mapa nossa adversária foi superior e conseguiu anular muito bem todas as nossas jogadas. Já no Clube tivemos um bom desempenho, nos colocamos novamente na partida. O Litoral é um mapa em que a trocação conta muito, eles acabaram levando a melhor porque tomaram as melhores decisões a cada round”.

 

Para Luccas “Paluh”, da Liquid, o “fator surpresa” e os treinos foram cruciais para o resultado positivo: “Nos preparamos bastante para a partida de hoje, acredito que conseguimos implementar estratégias diferentes para surpreender a NiP. Somos muito fortes no aspecto psicológico e essa característica foi ainda mais importante no terceiro mapa. Além disso, treinamos muito no Litoral nos últimos dias porque imaginávamos que poderia ser uma escolha da adversária, então estávamos preparados para atuar nele”. 

 

O jogador projetou também o duelo que terão pela frente na decisão: “Contra o MIBR, devemos tomar cuidado, pois eles possuem jogadores que podem surpreender a cada round, mas também é um time que costuma oscilar bastante, e isso é algo que podemos usar a nosso favor”.

 

Confira os resultados e a tabela de jogos dos playoffs do Brasileirão Rainbow Six Siege 2020:



via Press FC