Nesta segunda-feira (2) a BLAST Premier Fall Series teve um dos jogos mais aguardados. O torneio de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) viu a estreia da nova MIBR contra a temida Astralis, após uma espera de quase duas horas por problemas técnicos que fizeram o jogo começar às 14h. Quando as atividades começaram, os brasileiros superaram as expectativas, e apesar da derrota por 2-1, encararam os adversários sem medo do começo ao fim do jogo.

Vertigo

Na esperança surpreender a Astralis, a escolha de mapa da MIBR foi a Vertigo. Apesar do começo lento, os brasileiros abriram 21-0, mas perderam o controle do jogo. A defesa brasileira foi desfeita sem piedade pelos dinamarqueses, mas numa recuperação tardia o time venceu cinco rounds e foi para o intervalo com uma vantagem de 8-7.

A segunda parte do mapa começou com Alencar "⁠trk⁠" Rossato fazendo duas eliminações, ampliando a vantagem da MIBR. Demorou um pouco para Astralis vencer um round, e quando veio o momento, o time perdeu uma situação 4v2. O placar chegou a 14-8 para MIBR, mas os dinamarqueses levaram o mapa para prorrogação. E foi aí que experiência de Astralis fez a diferença para fechar o mapa por 19-16.

Nuke

Apesar do winrate de 88% da Astralis na Nuke, a MIBR não se incomodou. O time lutou para reverter a desvantagem de 0-3 e assumir a liderança por dois rounds. Mesmo com a performance impressiva de Vito "⁠kNgV-⁠" Giuseppe, que terminou o primeiro tempo com 17 frags, o time foi para o intervalo com uma desvantagem de 7-8.

Mudando para o lado terrorista, o MIBR fez um jogo sólido e colocou o placar em 13-10, anulando as chances da Astralis ganhar rounds seguidos. Nicolai "⁠device⁠" Reedtz assumiu a responsabilidade de inspirar sua equipe, que ganhou três rounds seguidos. O jogo parecia novamente ficar dinamarquês, mas ficou verde-amarelo depois dos três abates de kNgV-.

Sem dinheiro, a Astralis viu os brasileiros chegarem ao map point, com Leonardo "⁠leo_drk⁠" Oliveira dando o golpe final que trouxe a vitória por 16-13.

Inferno

A Inferno foi uma via de mão única para a Astralis, que dominou a MIBR e logo estabeleceu um 11-4. kNgV- ainda manteve vivas as esperanças dos fãs brasileiros ao vencer um clutch 1v2, mas Astralis imediatamente recuperou o controle e nunca mais largou, vencendo por 16-5, e levando o jogo por 2-1.

Com a vitória a Astralis segue na chave superior do Grupo C, enquanto a MIBR cai para o Round 1 da chave inferior e joga nesta terça-feira (3) às 15h30. A grande final do grupo acontece nesta quarta, às 16h30.

Via HLTV