O Looke realiza até 30 de novembro a “Mostra Leon Hirszman”, uma homenagem ao cineasta brasileiro que dirigiu filmes como o premiado “Eles Não Usam Black Tie”, “A Falecida”, além dos documentários, “ABC em Greve”, “Megalópolis”, entre outros. Os filmes já estão disponíveis para assinantes gratuitamente. Quem não assina pode alugar ou até mesmo comprar dentro do próprio site.


Carioca, Hirszman começou sua carreira cinematográfica, em 1962, com “Pedreira de São Diogo”, um dos curtas-metragens que compõem o longa “Cinco Vezes Favela”, filme ícone do Cinema Novo. Em 1965, o diretor lançou seu primeiro longa, “A Falecida”, com a jovem atriz Fernanda Montenegro. Anos mais tarde, Fernanda integrou outra produção dirigida por Hirszman, o longa “Eles não Usam Black-Tie”, ao lado de Gianfrancesco Guarnieri, Carlos Alberto Riccelli e Milton Gonçalves.

Além dos longas, Hirszman dirigiu documentários importantes como a trilogia “Imagem do Inconsciente”, em parceria com psiquiatra Nise Silveira, “Ecologia”, primeiro documentário sobre o tema feito no Brasil; “Nelson do Cavaquinho”, etc. 


Confira abaixo os títulos que estarão disponíveis:

Longas: 

Eles não Usam Black-Tie – drama (1981)

Em São Paulo, em 1980, o jovem operário Tião e sua namorada Maria decidem casar-se ao saber que a moça está grávida. Ao mesmo tempo, eclode um movimento grevista que divide a categoria metalúrgica. Preocupado com o casamento e temendo perder o emprego, Tião fura a greve, entrando em conflito com o pai, Otávio, um velho militante sindical que passou três anos na cadeia durante o regime militar.

Elenco: Bete Mendes, Carlos Alberto Riccelli, Fernanda Montenegro, Gianfrancesco Guarnieri, Milton Gonçalves 


São Bernardo – drama (1973)

Paulo Honório, um sertanejo de origem pobre que, em uma empreitada financeira, se torna dono da decadente fazenda de São Bernardo em Viçosa, Alagoas. Determinado a fazer fortuna e ascender socialmente, ele recupera a fazenda, consegue entrar para a economia rural e se casa com a professora da cidade, Madalena. Os problemas começam quando as diferenças de Paulo e sua esposa se acentuam.

Elenco: Othon Bastos, Isabel Ribeiro, Joseph Guerreiro, Luiz Carlos Braga, Mário Lago, Nildo Parente, Rodolfo Arena, Vanda Lacerda 


Documentários

Pedreira São Diogo (1962)

O curta faz parte do longa-metragem Cinco Vezes Favela, um dos primeiros filmes do Cinema Novo. Leon conta a história de um grupo de operários de uma pedreira que fazem um movimento contra o patrão para não acabar com o morro São Diogo no Rio de Janeiro.

Elenco: Cecil Thiré, Francisco de Assis, Glauce Rocha, Sadi Cabral 


Maioria Absoluta (1964)

Filme dá voz aos analfabetos, mostra as condições de vida dos camponeses impedidos de votar e denuncia a desigualdade social no país. Devido ao golpe militar de 1964, o documentário ficou proibido até 1980, período em que foi exibido fora do Brasil.

Elenco: Ferreira Gular


Nelson Cavaquinho (1969)

Em vez da Bossa Nova e da Zona Sul do Rio de Janeiro, o tema são as raízes da música popular brasileira. Cenas à vida do subúrbio mesclam-se às memórias e improvisos, compondo um sensível panorama, ao mesmo tempo melancólico e alegre, do compositor e do seu povo à margem da sociedade.

Elenco: Nelson Cavaquinho


Ecologia (1973)

Primeiro documentário brasileiro sobre o tema, denuncia os efeitos do crescimento industrial sobre o meio ambiente.


Megalópolis (1973)

Filme aborda o futuro da região sudeste brasileira, tendo como referência histórica a megalópoles de Atenas.

Elenco: Paulo César Pereio 


Cantos de Trabalho – Mutirão (1975)

Documentário de Leon Hirszman gravado em 1975-76, essa obra investiga o valor cultural das canções cantadas por trabalhadores no interior do Brasil. Esse episódio, em particular, foi gravado na cidade de Chã Preta - Alagoas. A tradição do canto de trabalho coletivo no Brasil, onde influências indígenas se misturam a dos europeus e dos africanos. Gradativamente essa tradição cultural vem desaparecendo até mesmo nos meios rurais - onde sempre existiu.


Cantos de Trabalho - Cana de Açúcar (1976)

"(...) trabalho em plantações de cana de açúcar e os cantos dos trabalhadores na região de Feira de Santana". 


Cantos de Trabalho – Cacau (1979)

Filmado na região de Itabuna, Bahia, o documentário recolho cantos e danças dos trabalhadores das roças de cacau, praticados nas atividades de extração e "pisa" da fruta.


ABC da Greve (1979)

Documentário sobre a 1ª greve brasileira ocorrida fora da fábrica.


Partido Alto (1982)

filmado em 1976 e lançado em 1982, o filme conta um pouco da história do Partido-Alto, subgênero musical derivado do samba, com raízes na batucada baiana. O documentário apresenta o partido-alto como um estilo livre de expressão e comunicação imediata, com versos simples e improvisados, de acordo com a inspiração de cada um - ao contrário do samba que estaria comprometido com o espetáculo. A narração do curta-metragem foi feita pelo sambista Paulinho da Viola.

Elenco: Alberto Lonato, Argemiro, Candeia, Casquinha da Portel, Joãozinho da Pecadora, Manacéia, Osmar do Cavaco, Paulinho da Viola


Imagens do Inconsciente - No reino das mães (1986)

O episódio tem como principal personagem a paciente Adelina Gomes – moça pobre, filha de camponeses, internada num hospício no final dos anos 1930. Aos 18 anos, Adelina apaixonou-se por um rapaz, mas seu casamento foi proibido pela mãe. Em sinal de revolta, ela estrangula a gata de estimação da família e recebe o diagnóstico de esquizofrenia. Ao longo do filme, conhecemos as esculturas e pinturas feitas por Adelina no ateliê da Seção de Terapêutica Ocupacional do Centro Psiquiátrico Nacional, organizada por Nise da Silveira em 1946.

Elenco: Adelina Gomes, Carlos Pertuis, Fernando Diniz


Imagens do Inconsciente - Em busca do espaço cotidiano (1986)

Primeiro documentário da trilogia Imagens do Inconsciente, de Leon Hirszman em parceria com Nise da Silveira, o filme aborda a vida e a obra de Fernando Diniz (1918-1999), um dos frequentadores do atelier coordenado pela Dra. Nise no Hospital Psiquiátrico do Engenho de Dentro.

Elenco: Adelina Gomes, Carlos Pertuis, Fernando Diniz


Imagens do Inconsciente - A barca do sol (1986)

O episódio mergulha no universo místico de Carlos Pertius, filho de uma família de imigrantes franceses, internado aos 29 anos. Depois de enfrentar problemas pessoais como a morte do pai, ele certo dia vislumbrou uma imagem cósmica, a que deu o nome de o planetário de Deus. Foi encarcerado no hospital da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro, e recebeu o diagnóstico de esquizofrenia. Em 1946, passou a frequentar o ateliê criado por Nise da Silveira, afeiçoando-se por ele como se fosse sua casa. Suas obras são marcadas pela presença de mandalas, sinais de suas tentativas de organizar o caos psíquico.

Elenco: Adelina Gomes, Carlos Pertuis, Fernando Diniz, Ferreira Gullar, Vanda Lacerda


Posfácio –documentário (2014)

Dialogando diretamente com a trilogia de documentários “Imagens do Inconsciente”, realizada entre 1983 e 1986 a partir de casos clínicos e terapias, baseadas numa abordagem humanista e na expressão artística, conduzidas pela pioneira psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999) – roteirista daquele filme, apresenta-se aqui, em duas partes, uma entrevista da médica, aluna de Carl Jung e pioneira na aplicação de tratamentos não violentos para os pacientes psiquiátricos, concedida ao diretor Leon Hirszman, em 1986. A conversa é dividida em duas partes: a primeira, “A emoção de lidar”, a segunda, “O egresso”.

Via Looke