Para encerrar o ano em que retomou o ritmo de publicações, consolidou o plano de HQs digitais semanais e e-books fechados e ainda lançou seu novo canal no YouTube, a Conrad divulgou nesta sexta, 19, uma pequena amostra do que será o plano digital da editora para 2021. 

No fechamento do último papo Papo Conrad do ano, programa semanal da editora no YouTube, o publisher Cassius Medauar anunciou que lançará semanalmente 3 séries de El Gran Guarén, idealizada pelo jornalista chileno Claudio Alvarez (O Último Detetive).

O primeiro arco, que dá nome à série, se passa nos subterrâneos do metrô de Santiago e revela a descoberta de ratazanas gigantes nas profundezas da capital chilena, um plano secreto que data do período do governo de Salvador Allende. As outras séries são El Gran Guarén: La Vinganza del Rey Rata e El Gran Guarén: Amazonas, esta última atualmente em publicação no Chile. 

"El Gran Guarén foi a primeira HQ que escrevi, e é uma saga que me deu muitas alegrias. Que uma história - que sempre pensei que fosse “muito chilena” - seja publicada no Brasil, não só me alegra, mas mostra o quanto existe em comum entre os dois países. Graças a Conrad, agora os leitores brasileiros poderão conhecer o terror, a aventura e o humor escondidos embaixo da cidade de Santiago”, comentou Claudio Alvarez. 

Em paralelo, a Conrad também anunciou o desdobramento do calendário de publicações digitais de HQs nacionais com lançamentos de capítulos mensais, que serão publicados ao mesmo tempo que os autores produzem esses capítulos. As obras previstas são as continuações de Echoes, de Eliana Oda e Makai Mail, de Jayson Santos, além de Em Ti me Vejo, de Regiane Braz e Marília Marz, e Maria Lua & Cia – Aventuras de Estrelas, de Ju Loyola. 

“A ideia com os lançamentos mensais é seguir com uma prática muito bem-sucedida que já existe no Japão há um bom tempo e que achamos que pode funcionar aqui também, a exemplo de nossos lançamentos digitais semanais. Ao disponibilizarmos os volumes mensalmente, conseguimos praticar preços mais competitivos e estimular nossos leitores a conhecer mais sobre nossas publicações digitais, além de ser muito bacana que se possa acompanhar obras que ainda estão sendo feitas pelos autores”, comentou Cassius.