A Supo Mungam Plus, plataforma brasileira de streaming focada em cinema independente e autoral, conta com dedicada curadoria que traz toda semana novidades para os assinantes. As opções incluem filmes contemporâneos e também jóias clássicas e obras restauradas do mundo inteiro de diretores e diretoras renomados e de novas vozes do cinema mundial. Os lançamentos realizados pela distribuidora Supo Mungam Films nos cinemas também entrará na plataforma de streaming gradualmente, além de títulos inéditos e exclusivos premiados nos maiores festivais.

Em janeiro, a plataforma trará estreias todas as sextas-feiras. Entre os destaques estão os premiados Filhos da Guerra (1990), de Agnieszka Holland, O Orfanato, de Shahrbanoo Sadat (2019), Bamako, de Abderrahmane Sissako, (2006), O Conto das Três Irmãs, de Emin Alper, (2019), O Funeral das Rosas, de Toshio Matsumoto, (1969), Entre os Muros da Escola, de Laurent Cantet, (2008), Em Busca da Vida, de Jia Zhangke (2006), entre outros títulos.

Confira abaixo todas as estreias que acontecem a cada semana de janeiro:


1º de Janeiro

Filhos da Guerra, de Agnieszka Holland (Alemanha/França, 1990) com Marco Hofschneider, René Hofschneider, André Wilms, Piotr Kozlowski, Michèle Gleizer, Julie Delpy e Sally Perel.

Inspirado nas memórias de Solomon Perel, "Filhos da Guerra" conta a história de Sally, um jovem judeu que foge da Polônia junto com seu irmão Isaak, durante a Segunda Guerra Mundial. Os dois acabam se separando e, para sobreviver da perseguição nazista, Sally suprime sua própria identidade, se tornando membro da Juventude Hitlerista. Indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro

O Orfanato, de Shahrbanoo Sadat (Afeganistão/Dinamarca, 2019) com Quodratollah Qadiri, Hasibullah Rasooli, Masihullah Feraji, Ahmad Fayaz Osmani, Sediqa e Anwar Hashimi.

No final dos anos 80, o jovem Qodrat, de 15 anos, mora nas ruas de Cabul e vende ingressos de cinema ilegalmente. Grande fã de Bollywood, ele sonha acordado em algumas de suas cenas favoritas dos filmes indianos. Um dia ele é levado pela polícia para o orfanato soviético. Mas em Cabul a situação política está mudando e Qodrat e todas as crianças querem defender sua casa. Selecionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.


8 de Janeiro

Bamako, de Abderrahmane Sissako (Mali/França, 2006) com Aïssa Maïga, Tiécoura Traoré, Hélène Diarra, Habib Dembélé, Djénéba Koné e Hamadoun Kassogué.

Melé é cantora de bar, o marido Chaka está desempregado e o casal está prestes a se separar. No quintal da casa que compartilham com outras famílias, foi instalado um tribunal de primeira instância. Porta-vozes da sociedade civil africana iniciaram processos contra o Banco Mundial e o FMI, a quem culpam pelos problemas da África. Em meio aos apelos e testemunhos, a vida continua no pátio. Chaka não parece estar preocupado com este desejo da África de lutar por seus direitos... Seleção Oficial do Festival de Cannes e Melhor Filme em Língua Francesa no Prêmio Lumière.

O Conto das Três Irmãs, de Emin Alper (Turquia, 2019) com Cemre Ebuzziya, Ece Yüksel, Helin Kandemir, Müfit Kayacan, Kayhan Açikgöz e Kubilay Tunçer.

Anatólia Central, Turquia. As três irmãs Reyhan, Nurhan e Havva, que foram enviadas para famílias ricas da cidade como “beslemes” (filha adotiva e empregada doméstica), na esperança de melhorar suas vidas, são obrigadas a voltar para a casa de seu pai, em uma antiga aldeia nas montanhas, por diferentes motivos. Elas desejam retornar para a cidade o mais rápido possível, mas para isso ser alcançado dependerá das táticas de solidariedade, competição e das decisões dos homens em volta delas. As três buscam se apoiar, enquanto sonham com uma vida melhor. Seleção Oficial do Festival de Berlim e Melhor Filme no Festival de Istambul 


15 de Janeiro

O Funeral das Rosas, de Toshio Matsumoto (Japão, 1969)com Pita, Osamu Ogasawara e Yoshimi Jo.

Tóquio, anos 60. A nova estrela do Bar Genet é a ícone transgênero Eddie, cuja confiança ameaça a madame do local, Leda, mas atrai Gonda, o dono do bar, a colocando em uma perigosa intriga. Uma releitura original de “Édipo Rei”, de Sófocles. Stanley Kubrick citou o filme como uma influência direta para "Laranja Mecânica".

O Pai das Minhas Filhas, de Mia Hansen-Løve (França, 2009) com Louis-Do de Lencquesaing, Chiara Caselli, Alice de Lencquesaing, Igor Hansen-Løve, Eric Elmosnino, Sandrine Dumas.

Grégoire está dividido entre as demandas de sua família e sua obsessão com sua carreira. Ele dirige uma empresa de cinema independente e mal tem tempo de ver sua esposa Sylvia ou suas três filhas durante a semana. Seus fins de semana são passados junto com sua família, tentando aproveitar o tempo juntos. Com seu carisma excepcional, Grégoire inspira admiração. Ele parece invencível. No entanto, sua prestigiosa produtora, Moon Films, está em suas últimas etapas. Mas Grégoire continua a todo custo. Um dia, ele é obrigado a enfrentar os fatos. Ele está dominado pelo cansaço. O que logo, secretamente, se transforma em desespero. Prêmio Especial do Júri da Un Cert. ain Regard do Festival de Cannes e Melhor Roteiro no Prêmio Lumière

A Vida de Diane, de Kent Jones (EUA, 2018) com Mary Kay Place, Jake Lacy e Estelle Parsons.

Diane preenche seus dias ajudando os outros, cuidando de amigos e familiares e sempre se colocando em último lugar. Ela também tenta desesperadamente se relacionar com seu filho, que é viciado em drogas. Neste processo, Diane chega a um novo entendimento de si mesma e de seu passado e à medida que esses pedaços de sua existência começam a desaparecer, ela se vê confrontando suas próprias memórias. Melhor Filme, Roteiro e Fotografia no Festival de Tribeca e Indicado em Melhor Atriz e Melhor Primeiro Filme no Independent Spirit Awards.


22 de Janeiro

Em Busca da Vida, de Jia Zhangke, (China, 2006) com Zhao Tao, Lan Zhou e Han Sanming.

A cidade velha de Fengjie já está submersa, mas seu novo bairro ainda não foi concluído. Há coisas para salvar e há coisas para deixar para trás... Han Sanming, um mineiro, viaja para Fengjie para procurar sua ex-mulher, que ele não vê há 16 anos. Vendo um ao outro no rio Yangtze, eles decidem se casar novamente. Shen Hong, uma enfermeira, viaja para Fengjie para procurar seu marido, que não voltou para casa há dois anos. Eles se abraçam em frente à Barragem das Três Gargantas. Apesar da dança, eles tristemente desistem e decidem se divorciar. Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza.

O Chão Sob Meus Pés, de Marie Kreutzer (Áustria, 2019) com Valerie Pachner, Pia Hierzegger e Mavie Hörbige.

Lola, uma consultora de negócios com trabalho incessante, gerencia sua vida pessoal com a mesma eficiência implacável que usa para otimizar margens de lucro. Ela mantém em segredo seu relacionamento com sua chefe Elise, bem como a existência de sua irmã mais velha, Conny, que tem uma longa história de doença mental. Entretanto, quando ela recebe a notícia de que Conny tentou se suicidar, seus segredos ameaçam explodir em público. Enquanto tenta fazer o que é melhor para sua irmã, sem comprometer tudo o que tanto trabalhou, Lola lentamente perde o controle da realidade.


Seleção Oficial do Festival de Berlim e Melhor Filme Internacional no L.A. Outfest

Party Girl, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis (França, 2014) com Angélique Litzenburger, Joseph Bour e Mario Theis.

Angélique é uma hostess de 60 anos que adora festas. Trabalhando em um cabaré perto da fronteira franco-alemã, ela começa a ver a clientela tornar-se cada vez mais rara. Mas Michel, seu cliente regular que sempre foi apaixonado por ela, um dia a pede em casamento. Inspirado na história da mãe do diretor Samuel Theis, o filme conta com a própria família do realizador no elenco, no qual interpretam a si mesmos. Caméra d'Or no Festival de Cannes e Indicado ao César de Melhor Montagem e Melhor Primeiro Filme


29 de Janeiro

Entre os Muros da Escola, de Laurent Cantet, (França, 2008) com François Bégaudeau, Agame Malembo-Emene e Angélica Sancio.

François e seus colegas professores se preparam para um novo ano em uma escola em um bairro difícil. Equipados com as melhores intenções, eles se preparam para não permitir que o desânimo os impeça de tentar dar a melhor educação a seus alunos. Culturas e atitudes frequentemente se chocam na sala de aula, um microcosmo da França contemporânea. François insiste em uma atmosfera de respeito e cuidado. Nem calmo nem severo, sua franqueza extravagante sempre pega os alunos de surpresa. Mas sua ética em sala de aula é posta à prova quando seus alunos começam a desafiar seus métodos... Palma de Ouro no Festival de Cannes e Indicado ao Oscar de Melhor Filme Internacional.

Obediência, de Craig Zobel, EUA, 2012 (Compliance) com Ann Dowd, Dreama Walker e Pat Healy.

A história de Sandra, uma gerente sobrecarregada de um restaurante de fast food, que recebe uma ligação de um policial acusando uma de suas funcionárias, uma jovem chamada Becky, de roubar de uma cliente. Acreditando na palavra do oficial, Sandra detém Becky, colocando em movimento um cenário de pesadelo que rapidamente sai de controle.

    
Serviço:


Quanto: 7 dias grátis para o assinante. Através de uma assinatura mensal, por R$23,90, ou anual, por R$199,90, realizada no próprio site da plataforma (www.supomungamplus.com.br).