A Season 4 da NFA Feminina chegou ao fim, coroando a equipe Faz o P como grande vencedora desta edição. A final, que aconteceu ao vivo durante o dia 18 de dezembro, contou com seis quedas e um show ao vivo da dupla PrimaSol!


Nas quatro edições anteriores, a competição premiou as equipes da Hype, Pain e PM Girls.


Um show das mulheres!


A disputa entre os 12 times finalistas foi bastante intensa, mostrando a evolução das jogadoras desde as últimas temporadas da NFA Feminina. Ao final das seis quedas da tarde, a equipe Faz o P alcançou o TOP 1 da tabela com 200 pontos e 38 abates.


Além disso, as equipes Predators e Rubro Negro conquistaram o segundo e terceiro lugar da competição, respectivamente. Assim, o valor total da premiação de R$10.0000,00 será dividido entre os três times.


Confira a tabela final:



Para Marcelo Camargo, SEO da Liga NFA, ver o crescimento feminino nesta Season 4 foi algo gratificante.


“É extremamente gratificante ver o cenário feminino crescer e ser um dos responsáveis pelo desenvolvimento dele. As mulheres têm um potencial imenso e com certeza deve ser dado espaço a todas elas para demonstrar esse grande talento!”, ele afirma.


E completa:


“Desde o começo da Season 4 da Liga Feminina foi possível perceber um comportamento diferente de todas as outras edições. As mulheres estão com uma estratégia diferente dessa vez em todos os times. Os jogos estão mais agressivos, os times mais bem preparados e o show de jogabilidade está incrível. A evolução é nítida em cada nova edição, elas são incríveis!”.


A tarde do dia 16 de dezembro também definiu a jogadora MVP da NFA Feminina. Após se manter no TOP 5 ao longo dos dias, a IsaX, da equipe Rubro Negro, conquistou 42 abates!


Confira o MVP final:



Solta o som!


A transmissão da final fez muito barulho, e não foi só por causa das meninas que doutrinaram nas quedas! O último dia da NFA Feminina contou com um show especial da dupla PrimaSol. O duo formado pelas irmãs Sara e Rute animaram a transmissão com as músicas “Chega para cá”, “Enrolando, enrolando” e “Vontade Louca”.



A dupla traz uma mistura de funk com pop, sendo a primeira vez que participaram de uma final de esports!


“É a primeira vez que a gente faz uma apresentação em um campeonato de esports, e foi muito animado poder ter participado de algo tão novo para a gente!”, afirmou a dupla.


É a vez delas!


Nesta edição, o campeonato contou com um casting 100% feminino. Como casters da NFA tivemos Alê Maze, Nanda Belíssimo e Luisa Saro, nova caster da liga. A ideia é dar cada vez mais espaço para as mulheres nos esports!


Além disso, a influenciadora Camila “Opzmila” Brandão participou da Season 4 como narradora convidada! Ela é streamer pela plataforma da BOOYAH! e possui um canal no YouTube com seu marido, Thiagão.


Essa não é a primeira vez que Opzmila narra um campeonato de Free Fire, participando como Camplota, Copa FF e outros.


“Não é a primeira vez que narro um campeonato, mas é como se fosse! Quando soube que ia narrar a Liga Feminina, fiquei feliz, mas sabia da responsabilidade, afinal, é um campeonato de alto nível!”, ela comentou.


A influenciadora confessou o nervosismo, mas acabou sendo acolhida pelo público de Free Fire.


“Foi muito bom poder apoiar as garotas e a causa feminina no jogo. Além de aprender mais com a produção e estar ao lado de meninas. E principalmente, ter participado de um evento da NFA, lugar onde muitos respeitam e tem vontade de estar, seja jogando ou como castrer!”, concluiu.


via Lado C