O Último Detetive se passa em uma América Latina distópica, onde o detetive Joe Santos é forçado a retornar ao serviço para investigar uma série de crimes ocorridos em Nova Amazônia. Uma droga feita de um mineral valioso mata seus usuários em poucos dias, depois de realizar alguns de seus desejos mais sórdidos. Conseguirá Santos – na companhia da insuportável robô C-Cilia – desvendar o mistério que no passado encerrou sua carreira, destruiu parte de seu corpo e causou a morte de sua ex-companheira?

Publicado originalmente no Chile, onde vivem Borges e Alvarez, o quadrinho também conta com cores do também brasileiro Arthur Hesli e letreiramento de Lilian Mitsunaga. Borges e Alvarez também são os fundadores da ArtistGO!, uma agência de talentos sediada no Chile que gerencia a carreira de artistas.

Claudio Alvarez é fundador da Acción Comics, que lançou sua outra obra, El Gran Guarén, que também será publicada pela Conrad em 2021 em capítulos digitais. Geraldo Borges, além de desenhar para a Marvel, DC, Dark Horse e Dynamite, também é fundador e professor da Quadriños Estudio Chile.

A primeira parte de O Último Detetive será publicada nos Estados Unidos na revista Heavy Metal #303, com lançamento previsto para 27 de janeiro, como o título Last Detective Redemption. A Conrad publica a versão brasileira no dia 28 de janeiro. A segunda parte será publicada no final de fevereiro, também no formato digital. Posteriormente, a obra será publicada em formato impresso e em edição única.

via IBEP