Marcio Hietala anunciou nesta terça-feira (12) que não faz mais parte do Nightwish. O baixista estava com a banda desde 2001, quando substituiu o baixista original Sami Vänskä, também colaborando com guitarra acústica e vocais masculinos. Em carta aberta aos fãs, Marco diz que além de deixar o Nightwish, está deixando a vida pública.

No texto, ele também fala sobre sua frustração com o sistema atual da indústria da música, com empresas de streaming exigindo longas jornadas de trabalho dos artistas, e uma divisão desigual de lucros "Somos a república das bananas da indústria da música", diz ele. "Os maiores promotores de turnês obtêm porcentagens até mesmo das nossas mercadorias, enquanto pagam dividendos ao Oriente Médio."

Com isso, Marco Hietala explica como ficou desiludido, mencionando sobre ser depressivo crônico. Ele acalma os fãs, entretanto, dizendo que atualmente está tudo bem. Marco, que irá completar 55 anos nesta quinta-feira (14), também pede que os fãs não culpem Tuomas Holopainen, o fundador do Nightwish, pela sua decisão. "É um insulto tanto a ele quanto ao meu pensamento livre."

Em nota, o Nightwish diz que a saída de Marco Hietala deixou a banda "com algumas decisões difíceis a fazer". No que explica ter sido uma decisão mútua, a nota revela que um baixista será escalado para a turnê do álbum Human. :II: Nature, o que será feito em data futura. Por hora, o começo da turnê segue marcado para um evento em realidade virtual.