A CD Projekt Red revelou que foi vítima de um ataque cibernético. A desenvolvedora de Cyberpunk 2077 e Witcher compartilharam uma nota de resgate, que ameaçava liberar informações confidenciais, incluindo o código-fonte dos jogos da CDPR, se as demandas dos hackers não fossem atendidas.

Em um comunicado, a CDPR confirmou que um "autor não identificado" obteve acesso aos servidores da empresa e obteve informações confidenciais. Até onde a CDPR está ciente, nenhum dado pessoal foi exposto, mas as propriedades, informações e dados da própria desenvolvedora foram alegadamente acessados ​​pelos hackers.

Como foi realizado o ataque no servidor da CDPR


A CDPR está trabalhando com a aplicação da lei e outras partes para chegar ao autor do ataque. A desenvolvedora também lançou a nota sobre o pedido de resfate dos hackers, que afirmam: "Você foi EPICAMENTE pwned!"

A nota afirma que os invasores obtiveram acesso ao código-fonte de Cyberpunk 2077, The Witcher 3, Gwent e uma edição não lançada de The Witcher 3. Os invasores também relataram ter documentos relativos à contabilidade, administração, jurídico, RH da CDPR, e departamentos de relações com investidores. Além disso, ele menciona outro sucesso na "imagem pública" da CDPR, provavelmente fazendo referência à recepção conturbada do Cyberpunk 2077.


A CDPR disse em seu próprio comunicado que "não cederá às exigências e não negociará com o hacker", mesmo que isso signifique que a informação sensível seja eventualmente divulgada.

Esta é uma história contínua, então demos ter novidades em breve e o inferno astral da CDPR continua.