O tecladista Martjin Westerholt anunciou nesta segunda-feira (15) o fim da atual formação do Delain. Uma das principais bandas do metal sinfônico, o Delain agora passa a ser um projeto do tecladista e fundador do grupo, contando com convidados especiais. O guitarrista Timo Somers, o baixista Otto Schimmelpenninck van der Oije e a vocalista Charlotte Wessels seguirão em seus próprios projetos.

Em post nas redes sociais, Westerholt comenta que há mais ou menos um ano a colaboração dentro da banda havia parado de funcionar bem como costumava ser. "Alguns de nós não estavam mais felizes com os papéis atuais na banda. Tentamos encontrar uma solução há mais de um ano, mas infelizmente não foi possível", disse ele. "Como resultado, nós estaremos seguindo nossos próprios caminhos e projetos."

Ainda na mesma nota, Martjin comenta que o próximo álbum além de tomar a forma de projeto, terá a volta de "rostos familiares". 

"Eu estou muito agradecida pela minha comunidade incrível no Patreon, algo que deveria ser um projeto paralelo ao Delain, mas agora será o principal lugar onde eu lanço música e crio arte e uma comunidade," disse a vocalista Charlotte Wessels em nota sobre a saída do Delain. "Esta plataforma me permite continuar criando de forma independente, e agradeço a todos que tornam isso possível."

O Delain fez estreou em 2006 com o lançamento do elogiado Lucidity, álbum que teve participações das vocalistas Sharon den Adel (Whitin Temptation), Liv Kristine (ex-Leaves' Eyes) e Marco Hietala, ex-baixista do Nightwish O álbum mais recente do Delain é Apocalypse & Chill, lançado em 2020 via Napalm Records.