Ame ou odeie a franquia FIFA é uma das mais populares e jogadas no momento quando o assunto é futebol virtual, e em muito, se deve ao modo FIFA Ultimate Team. O FUT é o modo no qual montamos nosso time com um sistema de cartas no qual conseguimos adquirir via pacotinhos, o lootbox do game, ou do mercado de jogadores comprando as moedas ganhas com as partidas e vendas de jogadores. Esse segundo e legalizado método gerou um mercado cinza que agora, envolveu até gente da EA lucrando com isso.


Na teoria o FUT é um modo no qual premia jogadores mais dedicados e com boas escolhas para farmar suas Coins, montar seu elenco com cartas especiais, e por consequência evoluir com a junção da sua habilidade no game e força do elenco criado.

As cartas do FIFA vão do Bronze, formado basicamente por jogadores desconhecidos e ligas menores, até os ICONs, no qual reúne as grandes lendas do futebol mundial e alguns que sabe lá Deus, como entraram pra série ICONs.

Quanto mais raro o tipo da carta, mais forte ela é. Entre as cartas dos jogadores em atividades, as versões Team of The Year (TOTY) e Team of The Season (TOTS) são suas melhores versões. Melhor do que eles? Os jogadores ICONs pois possuem talentos que fazem "quebrar" um pouco as partidas. Essas cartas são bem cobiçadas e são elas que estrelam esse escândalo do FIFA.

Explicando o EA Gate

FIFA Ultimate Team em 2009...

Em 10 de março de 2021, uma tendência viral se espalhou no Twitter como um incêndio - 'EA Gate' - e destacou potencialmente o maior problema de todos.

Uma conversa que vazou, supostamente entre um jogador e um funcionário da EA, mostrou uma negociação por cartas raras do Ultimate Team, ou seja, ICONs. Afirma que cartas que agora são impossíveis de encontrar no mercado, como Ruud Gullit Prime e Ronaldo Prime, estão sendo vendidos em pacotes, por dinheiro de verdade.

Uma mensagem dizia: “As pessoas estão pagando US $ 2.500 pelos R9 Prime (Ronaldo) e US $ 1.000 pelo Gullit Prime apenas para listá-los no mercado”. Outra mensagem diz: “No momento, temos dois pacotes e são três ICONs ou três ICONs mais TOTY”.

Outros usuários alegaram que as discussões estavam ocorrendo no WhatsApp e, assim que um pack era escolhido, as cartas apareciam nas contas como itens não negociáveis ​​- como se tivessem feito parte de um pacote do FUT.


Depois de passar anos removendo recursos que permitem o comércio potencialmente ilegal de itens do  FUT - venda de cartas ou coins por dinheiro ("ahh eu não acredito nisso!" então clica aqui) - as cobranças do EA Gate seriam muito prejudiciais se verdadeiras. Em vários processos judiciais movidos contra a EA por questões de jogo, a editora sempre se manteve firme em proclamar que os itens não podem ser comprados ou vendidos com dinheiro real.

Isso revelaria um mercado negro. Um principio que vai contra tudo o que os desenvolvedores têm falado.

Em um comunicado oficial a EA disse: “Uma investigação completa está em andamento e, se identificarmos uma conduta imprópria, agiremos rapidamente. Queremos ser claros - este tipo de comportamento é inaceitável e de forma alguma concordamos com o que se alega ter acontecido aqui. Entendemos como isso cria preocupação de equilíbrio injusto no jogo e na competição.”

Com o ocorrido indo ao ar no dia 10/03 e com o comunicado da EA, hoje (11/03) jogadores alegam no Twitter que os ICONs Prime que estavam sumidos do mercado, começaram a aparecer para compra no game.

 

O verdadeiro problema do FIFA 21

Uma carta do Bruxo no auge eu até venderia meu irmão...

O diabo está nos detalhes aqui, no entanto, embora quase todos concordem que se um funcionário não fez nada de bom, a única culpa na porta da EA seria em relação às medidas preventivas. Nunca é sua intenção ver isso acontecer.

No entanto, esse mercado ilegal que foi potencialmente descoberto traz uma preocupação muito mais ampla - por que as pessoas estão pagando até US $ 1.000 (quase R$ 6000,00) por um único item?

À primeira vista, isso parece muito caro para um item, e é. A ideia de que você gastaria mais de R$ 300 em um jogo e mais de dez vezes essa quantia em microtransações seria uma ideia absurda quando esse modo foi criado pela primeira vez. Em 2021, é isso que estamos vendo para muitos jogadores ao longo de um ano, então alguns parecem estar tentando atalhos para garantir a si próprios os melhores prêmios.

Correlacionando com essa tendência de aumento de gastos dos jogadores, está o aumento do preço dos itens. ICONs Prime são três ou quatro vezes mais caros do que os melhores jogadores costumavam ser, possivelmente como resultado de mais pacotes do FUT sendo abertos e o acesso a recompensas ser maior.

Vamos nos afastar da discussão de preço, contudo, porque há um argumento específico que está causando ondas na comunidade. Essas táticas desleais existem apenas como resultado de uma oferta limitada, correta ou incorreta. A questão não poderia ter sido melhor explicado do que gravou o streamer e Game Changer MavricPlays.


Depois que as alegações do EA Gate foram feitas, ele disse: “Pessoas que compram ICONs não são aceitáveis, mas ao mesmo tempo - sinto muito, EA, sei que você não vai querer ouvir isso e sou um Game Changer, mas isso é sua culpa".

“Você fez ICONs e as cartas que as pessoas desejam, completamente impossíveis de obter para todos. Estou sentado aqui com moedas para comprar p R9, e estou esperando 17 dias até agora, e ainda não o vi no mercado. Não é que eu tenha perdido, eu nem mesmo o vi."

“Não libere um R9 Prime por 15 milhões de Coins se você não estiver disposto a estocá-lo no mercado. E abastecer o mercado com isso significa que algumas pessoas terão sorte e ganharão 15 milhões de moedas. Isso é o que você tem que aceitar. Você criou esta carta. Você criou este mercado.”

Ele admitiu ter gasto milhares de seu próprio dinheiro suado em FIFA Points este ano, o que é o caso de muitos streamers e criadores de conteúdo. Eles aspiram ter as maiores e melhores cartas no seu time, muitas das quais não podem ser obtidas por jogadores casuais. No entanto, sistematicamente, esse objetivo está se tornando cada vez menos possível e não é apenas uma questão de preço.

O mercado é um elemento muito importante no Ultimate Team, mas o que estamos vendo aqui é um caso clássico do princípio de escassez. A demanda é tão alta por um produto e a oferta é extremamente baixa, o que significa que os jogadores começam a desafiar as faixas de preço estabelecidas - não listando seus itens até que eles mudem. Isso levou à extinção das cartas e o sistema claramente precisa se adaptar.

O modelo atual foi parcialmente introduzido para evitar a flutuação excessiva de preços (também para impedir os vendedores de coins e não deu certo...), embora gerenciá-lo dessa forma não apenas tenha se mostrado difícil, mas, em vez disso, o tenha deixado em uma posição insustentável.

Um consenso para mudança parece estar se formando na comunidade do FIFA também, com Nepenthez também afirmando: “Acho que o que aprendemos hoje (não que já não soubéssemos realmente) é que o FUT precisa de uma reconstrução de baixo para cima . O modo de jogo tem tantos problemas enormes, jogabilidade, economia, problemas de tempo x habilidade x recompensa, ele só precisa ser descartado e começar de novo.”

FIFA 22 precisa mudar

Se as reivindicações do EA Gate são verdadeiras ou não, é irrelevante para o argumento da reestruturação fundamental. O que essa polêmica pública fez foi iluminar um problema que os jogadores de FUT estão tentando resolver por si mesmos, embora não deva ser responsabilidade deles.

É necessário introduzir um novo sistema que remodele este modo popular e coloque o 'ganho' no centro do que significa desbloquear os jogadores mais raros, em vez de operar por aleatoriedade - especialmente quando a probabilidade de obter as melhores cartas está se tornando menor pelo dia.


Você tem que primeiro juntar coins suficientes para até mesmo ser capaz de dar um lance por ela no mercado, o que pode levar uma eternidade por si só. Em segundo lugar, mesmo depois de toda aquela opressão, um mercado estéril ainda pode impedir você de obter o item que deseja. Em algum estágio, esse efeito dominó negativo provavelmente terá sérias implicações. A formulação de um mercado negro, se houver, seria apenas o último sintoma de declínio.

No FIFA 22, deve haver uma reestruturação total do modo de jogo no Ultimate Team - porque o sistema de mercado atual já passou da data de validade. EA Gate nos mostra isso.

adaptado Dexerto