Hoje é dia de review? Pode ter 10 bilhões % de certeza que sim. No dia 25 de março chegou ao fim a segunda temporada de Dr. Stone, onde Senku e seus amigos continuam a aventura de reconstruir a humanidade. Mesmo tendo apenas 11 episódios, Dr. Stone: Stone Wars mostra o épico confronto entre o Reino da Ciência e o Império Tsukasa. Vem que a gente vai trocar uma ideia sobre esse grande anime.


Um pouco de contexto

A primeira temporada de Dr. Stone trouxe um mistério: a humanidade foi petrificada, e milhares de anos depois, Senku é o primeiro a despertar. Logo quem desperta é o seu melhor amigo Taiju. Os dois em seguida despertam Yuzuhira, amiga de Senku e crush do Taiju, e os três iniciam uma grande jornada para reconstruir a humanidade. É um caminho cheio de amigos e inimigos incluindo Tsukasa, o "primata mais forte do ensino médio". Ele tem planos muito diferentes do Senku, o inicia a batalha entre o Reino da Ciência e o Império Tsukasa.


Sobre a segunda temporada

É um elenco de personagens realmente cativante

Stone Wars se apoia na premissa de "quem vai conquistar esse mundo de pedra?". De um lado, Senku quer reconstruir a civilização tecnológica, e trazer de volta todos os humanos sem exceções. Do outro, Tsukasa quer criar um mundo "puro", trazendo de volta apenas os jovens que no mundo antigo eram oprimidos por pessoas com mais poder.


Por que assistir?

Por dois motivos. O primeiro é óbvio: quem viu a primeira temporada, ficou morrendo de curiosidade em finalmente ver os dois núcleos de personagens finalmente se enfrentando. O segundo é o meu favorito: a segunda temporada de Dr. Stone é muito divertida e humana, questiona temas sérios, reais e bastante atuais para o momento que o mundo vive. O anime se aproveita da dinâmica bem x mal comum nos shonens? Sim. Mas se você olhar melhor, vai ver que é muito menos simples do que isso, o que torna o anime ainda melhor. 


Destaque

O Tsukasa tem tudo de um bom antagonista: boa aparência, ideias bem articuladas, e métodos não tão bacanas de fazer as coisas

Dr. Stone continua um anime incrivelmente bem equilibrado no roteiro e direção. Ele sabe a hora de fazer você rir, se empolgar e preocupar, se emocionar e ficar surpreso(a) com o que aconteceu/pode acontecer. Sem contar que tem uma dose exata de ficção, e até o corte dos episódios - o momento que eles terminam - é muito bom. Sempre deixa no ar a ansiedade pelo episódio seguinte, mas sem ser de um jeito frustrante. A trilha sonora e os visuais do anime continuam de tirar o chapéu.


Ponto baixo

Em alguns momentos o anime pode exigir demais da sua capacidade de acreditar nas coisas. Se você souber levar na esportiva, vai se divertir bastante. Se bancar o velho(a) chato(a), vai achar o anime um saco. Tem um único momento que eu fiquei "mas sério que a essa altura do campeonato, vão vir com uma lorota dessas?", de verdade. Esse momento tirou um pouco do impacto de outra cena que eu não posso contar porque spoilers? Em parte. Aí vai depender da sua escolha: eu escolhi ignorar.


Veredito

Spoiler sem contexto: a Nikki proporciona uma das cenas mais emocionantes da temporada

Dr. Stone: Stone Wars é uma ótima expansão da trama na primeira temporada. O anime chegou meio desacreditado, justamente nisso de quanto na história é ciência, e o quanto é mentira. Apesar disso, o jeito carismático do Senku, e um elenco de personagens de apoio bem diverso, ajudam a prender você. Mesmo o núcleo do Tsukasa: numa cena ele vai dar argumentos interessantes sobre fazer o que faz/fez. Não justifica, mas ele faz uma pergunta cirúrgica. Deixa você pensando bastante na resposta.

E sabe o que é melhor do que isso? Vai ter terceira temporada! Chamada de Age of Exploration, os personagens irão partir em outra aventura, dessa vez explorando o mundo pelas águas. Ainda não existe data de estreia confirmada, mas está confirmado que a Pessoa que Vos Fala vai assistir sem pensar duas vezes.