Um dos anúncios que mais mexeu com a cabeça dos fãs e criando diversos imaginários até o dia de sua estreia, foi o anuncio de WandaVision. Wanda e Visão vivendo uma vida feliz e alegre, e aparentemente, datada? A família feliz de uma típica sitcom e os fãs cada vez mais perdidos, afinal, Visão não morreu? Por quê sitcom? Wanda, você me ouve? Com a chegada da série e sendo bem aceita, semana a semana vivemos um novo drama que a Marvel nos surpreendeu.


WandaVision é uma minissérie americana criada para o Disney+ por Jac Schaeffer, baseada nos personagens da Marvel Comics Wanda Maximoff / Feiticeira Escarlate e Visão. A série é ambientada no Universo Cinematográfico da Marvel, compartilhando a continuidade com os filmes da franquia.

O que é WandaVision

Se você chegou até aqui, os spoilers agora estão livres, leves e soltos. Caso você ainda vá assistir ou esteja assistindo recomendo que clique aqui e aqui. Ao longo das nove semanas no Disney+ vimos Wanda e Visão viverem dos anos 1950 até os dias atuais no formato das populares séries que as famílias sempre são felizes e os visíveis bocós.

Entre os anos 1950 ao 1970 as coisas foram mais calmas, e obviamente, cada década era representada com detalhes da época e com easter egg de séries famosas como a maior referência sendo o episódio com o toque de "Jennie é um gênio".

Mas quando as coisas começam a ganhar cor e chegar no período dos anos 1980 aos 1990, nós começamos a entender melhor que raios é essa vida de sitcom que Wanda e Visão estão vivendo. Esse mundo perfeito não existe!

Após todos os eventos que vimos em Vingadores Era de Ultron, Vingadores Guerra Infinita e Vingadores Ultimato, estamos vendo o que se tornou a Wanda. Se você assistiu aos filmes vai se lembrar que no primeiro ela perde o irmão, no segundo perde o parceiro e no terceiro encara o Thanos em sua vingaça.

O mundo de Wanda

Lembrando desses detalhes e quando vemos as aparições de Monica Rambeau, Darcy Lewis e Jimmy Woo, começamos a ver o nosso mundo e que esse mundo de sitcom da Wanda, é literalmente, criado da sua cabeça em uma cidade um pouco mais isolada, e ficando totalmente isolada, com o domo "hex" que ela cria para manter sua história feliz.

Pode demorar um tempo mas quando chegamos nos episódios finais fica mais claro para quem, talvez não tenha percebido, a série trata de dois pontos e o principal é: Wanda está vivendo o luto com transtorno pós traumático.

O segundo envolve Agnes, ou Agatha Harkness, a vizinha fofoqueira e incherida de Wanda. Até ela se revelar como a poderosa feiticeira, a série consegue nos enganar no ponto de fazer acreditar que sim, Agnes é na verdade a Agatha, mas não, aparentemente ela não é. No fim, ela é!

Enquanto todos estão sendo manipulados na cidade, Agnes é a única que finge estar sobre as influências de Wanda até se revelar como alguém tão poderosa, ou mais, que ela. Agatha acaba sendo tão carismática e incrível que entra pra uma "escala Loki" de o vilão chamou mais atenção que o herói.

Nas HQs Agatha é a mentora que ajuda Wanda a se tornar a Feiticeira Escarlate e dominar seus poderes. Do jeito Marvel do universo 199999 isso é adaptado e vemos que, agora, Wanda começou a entender mais dos seus poderes e encontrar até mesmo mais poder oculto em si com a luta contra Agatha. Ao melhor estilo shonen, a protagonista aprendeu observando o vilão mais forte.

Lidando com a realidade

Após todos os eventos da série vemos que Wanda acaba aprendendo a lidar com sua realidade e aceita que esse mundo falso, com o Visão vivo e com os filhos que eles poderiam ter tidos, não é benéfico para ninguém e especialmente para ela. Wanda acaba se tornando e aprendendo a ser a Feiticeira Escarlate, e isso, lhe ajuda a ter um novo rumo na vida e conseguir voltar a vida "normal".

A série foi muito boa para podermos conhecer melhor a Wanda, entender seu lado e ver como ela estava lidando, e no fim, o que aprendeu dessa experiência. Além disso a série também serviu para deixar alguns nortes para a Fase 4 do MCU com direito a cenas pós créditos em alguns episódios e especialmente no último.

Não pode mais surtar que é louca


WandaVision foi ousado e confundiu muito o mundo enquanto o primeiro episódio não ia ao ar, ou melhor, a estreia de episódio duplo. O inicio homenageando sitcoms, que é explicado na série, foi muito bem usado e um jeito também de mostrar que sim, é possível fazer conteúdo audiovisual de super heróis em um mundo feliz ou colorido e que não é uma regra fechada viver no "tom sombrio".

Caso você tenha pulado a série por não ter comprado a ideia, ou entendido, todos os promos de sitcom da família feliz, reconsidere e dê uma chance para a série assistindo aos três ou quatro primeiros episódios para entender o clima da série, e ai, fazer seu julgamento.

WandaVision está disponível via streaming no Disney+