SPOILERS de Rebirth, estreia da sexta temporada de Supergirl

A sexta temporada de Supergirl estreou na última terça-feira (30), e o primeiro episódio teve bastante coisa para mostrar. Ele retomou a história da quinta temporada e o problema Lex Luthor x Leviathan, e abriu o caminho para temporada final. Isso significou mudanças para os Superamigos, e um em especial sentirá o impacto em todos os aspectos da vida daqui em diante.


O que aconteceu?

O episódio começou em grande parte exatamente onde a quinta temporada parou, significando que Brainy estava morrendo depois de selar a Leviathan numa garrafa. Lex pegou a garrafa para seus planos sinistros, e Alex finalmente ganhou seu próprio traje de super heroi. Mais do que isso, Alex ganhou uma identidade heroica genuína, e um lugar à mesa junto dos outros heróis do Arrowverse.


Ainda não está sendo fácil

Os Superamigos conseguem derrotar a Leviathan de uma vez por todas e deter Lex, mas o preço é alto. Lex manda Supergirl para Zona Fantasma antes de ser derrotado, e porque o projetor da Zona Fantasma foi danificado, não existe uma forma dos heróis saberem o ponto exato onde ela está. De volta à Torre, Alex está perturbada com o desaparecimento da irmã, mas J'onn a lembra que ela é tão heroína quanto Kara. Ele dá a ela um codinome -Sentinela- e símbolo, os quais pertenceram a um colega marciano dele.


Um pouco de contexto

O nome Sentinela tem paralelos interessantes com Alan Scott nos quadrinhos. Durante um tempo o Lanterna Verde original foi conhecido como Sentinela. Embora na época não tivesse seu anel, ele tinha poderes por meio das mãos brilhantes. Alex não é um Lanterna Verde e também não tem mãos brilhantes, mas tem a habilidade graças à arma que J'onn lhe deu na quinta temporada: a Mão do Soldado, capaz de criar qualquer arma que ela imagine.

Mas as mudanças para Alex vão além do novo papel heroico. No episódio, ela é encorajada a contar para Kelly a verdade sobre Kara ser a Supergirl. É uma situação que vê Alex enfrentando muitos novos desafios nesta temporada, especialmente com Kara estando perdida na Zona Fantasma.

"Neste momento, Alex está realmente precisando que sua namorada e seus amigos a apoiem, pois ela está enfrentando a possibilidade de nunca ter sua irmã de volta", disse o co-showrunner Robert Rovner ao ComicBook.com. "Então a história é focada nisso e em seus medos, toda a sua vida tem sido sobre proteger Kara. É por isso que ela se juntou ao DEO, foi assim que ela entrou nisso, porque sentia ter esse dever para com a irmã. E pela primeira vez na vida, Alex está encarando que pode ter falhado nisso. Então ela tem que processar um monte de coisas enquanto tenta resgatar Supergirl da Zona Fantasma. "

A temporada final de Supergirl é exibida nos EUA às terças-feiras. No Brasil, quem transmite a série é o Canal Warner.

Via CB