A Moonton divulgou nesta segunda-feira (12) a lista com os campeões mais banidos de março nas rankeadas de Mobile Legends. No game, os jogadores começam a ter contato com o sistema de picks e bans a partir do elo Épico, onde cada time pode banir três heróis cada. O topo da lista não espanta, mas ao mesmo tempo surpreende: com 89,24% de taxa, Brody foi o mais banido de março. O atirador causa dano de explosão e tem alta capacidade de finalizar alvos graças à sua passiva, Corrosão do Abismo.

O segundo lugar ficou com a Natalia, banida 83,76% das vezes. Uma das personagens mais temidas do game, a assassina tem um grande potencial de rotação por conta da capacidade de ficar invisível com a passiva Instinto de Assassino. Ela também causa 15% de dano extra aos alvos atacados pelas costas, tornando Natalia o pior pesadelo de atiradores e magos sem mobilidade. 

Em terceiro lugar vem a assassina Benedetta, conhecida pelo alto dano de explosão e a mobilidade que permite perseguir e fugir, com 76,78% de taxa de banimento. O quarto lugar é da Esmeralda, banida 68,73% das vezes. Mago/tank de dano híbrido (físico e mágico), Esmeralda tem grande mobilidade, regeneração de vida e escudo na habilidade Escudo da Lua de Gelo, que aumenta com o andamento da partida. Com isso, a personagem se torna um alvo muito difícil de perseguir e matar, ou mesmo de reduzir o HP - por isso a importância do corta cura.

A lista dos heróis mais banidos de março traz ainda o assassino Helcurt, o soldado Paquito, um dos atuais pesadelos da lane do XP, e Wanwan, considerada um dos melhores atiradores do jogo. Veja, a seguir, o restante da lista, os heróis e suas taxas de banimento:


Wanwan (atirador): 39,64%
Paquito (soldado): 35,59%
Johnson (tank): 22,66%
Helcurt (assassino): 22,03%
Lancelot (assassino): 19,38%
Silvanna (soldado): 18,46%
Diggie (suporte): 16,30%
Mathilda (suporte/assassino): 11,46%