Fãs de shooter com uma GPU GeForce RTX notarão um grande aumento de performance com a chegada do suporte ao NVIDIA DLSS nos blockbusters da Activision Call of Duty: Warzone e Call of Duty: Modern Warfare.

Assista aqui ao comparativo em 4K de Call of Duty: Warzone com NVIDIA DLSS:


Com DLSS habilitado, o aumento de performance chega a 70% em 4K, que pode ser usado para ter mais FPS ou para jogar em resoluções maiores, oferecendo mais detalhes a alvos distantes. A tecnologia está disponível em todos os modos de jogo, podendo ser usada também junto com os efeitos de Ray Tracing, nos modos compatíveis.



Além de chegar ao Call of Duty Warzone, recentemente, o DLSS foi disponibilizado em Mortal Shell e Naraka: Bladepoint.

Aclamado RPG de ação da Cold Symmetry, Mortal Shell recebeu uma grande atualização, no dia 15 de abril, que trouxe Ray Tracing e DLSS para gamers com uma GeForce RTX. O desempenho aumenta em até 130% em 4K no jogo com DLSS habilitado.



Naraka: Bladepoint, da 24 Entertainment, é um aguardado Battle Royale focado em combate corpo-a-corpo que ganhou suporte ao DLSS durante o beta fechado lançado recentemente. O resultado foi um aumento de desempenho de até 60% em 4K. Graças ao DLSS, todos os jogadores com uma GeForce RTX Série 30 podem rodar o jogo em mais de 60 FPS e com configurações máximas em 4K.



A lista de games com DLSS não para de crescer

Os DLSS já chegou a vários outros jogos este ano, incluindo o título da People Can Fly e Square Enix Outriders, que foi lançado no dia 1º de abril já com a tecnologia, que aumenta as taxas de quadros em até 73% em 4K.

A integração com DLSS também está se tornando mais simples para desenvolvedores de jogos após o lançamento do plugin Unreal Engine 4, que permite implementar o DLSS aos seus títulos com menos de um dia de trabalho. Na semana passada, o Unity anunciou que o DLSS será adicionado à engine até o final do ano.

via Theo Games