Play anterior: Phil Collins - True Colors

Para a segunda semana do Play onde parece a versão original, mas é cover, novamente tem Within Temptation. É difícil escrever sobre uma das minhas bandas favoritas, pois como eu paro de falar? (risos) Mesmo com mudanças e contratempos -uns bem sérios- o Within evoluiu demais, e continua sendo uma das melhores bandas do metal. Mas há 18 anos atrás, os holandeses já davam sinais de que seriam grandes um dia. E um desses "spoilers" foi a excelente Running Up That Hill.


O cover

A versão do Within para Running Up That Hill foi lançada em 2003 como um CD/DVD. Entre outros extras, a principal parte é: a versão de estúdio da música, o ao vivo no Edison Awards 2003, o clipe, e o making off dele. Foi um lançamento apenas três anos depois do Mother Earth, o segundo álbum de estúdio do grupo, então ele carrega bastante do visual e da sonoridade da época.


A original

Em 2020, no nosso primeiro Play Retrô, eu comentei que a Running Up That Hill original é da Kate Bush - mas nem pensei que a gente chegaria hoje, em 2021, nesse especial. A música é faixa do álbum Hounds of Love, de 1985, e se tornou um dos maiores sucessos da carreira da britânica. Com Running Up That Hill (A Deal With God), Kate Bush chegou ao terceiro lugar das paradas no Reino Unido, e pegou o top 30 nos EUA - o primeiro desde 1978. Eu gosto bastante dessa versão, tem um clima pop artístico bem legal.

Ah! E se você reparar no clipe da Kate Bush, vai entender porque a Sharon ficou famosa por fazer a coreografia que aqui no Brasil a gente carinhosamente apelidou de "bonecão do posto."


E o nosso Play?

Running Up That Hill foi uma das primeiras músicas do Within Temptation que eu ouvi. No começo do começo eu não curtia, mas agora, anos depois, criei um carinho muito grande por ela. Primeiro, porque é um excelente cover: e se você não conhece muito de música pop, nem iria desconfiar que é um cover. Segundo, porque mostra como a voz da Sharon já era boa, afinada, e com energia. Tem bastante inspiração no estilo da Kate Bush, o que é legal de reparar.

Já a banda tinha a mesma "alma" de hoje, mesmo que o som tenha mudado tanto. Sabe quando você ouve 10 músicas da sua banda favorita, de anos diferentes, e sempre reconhece um riff, uma nota de teclado que nunca muda? É isso o que eu chamo de "alma."

E o clipe... Eu gosto dele. É uma cafonice simpática.



Letra

It doesn't hurt me
Do you want to feel how it feels?
Do you want to know that it doesn't hurt me?
Do you want to hear about the deal that I'm making?
It's you and me

And if I only could
Make a deal with God
And get him to swap our places
Be running up that road
Be running up that hill
Be running up that building
So if I only could

You don't want to hurt me
But see how deep the bullet lies
Unaware I'm tearing you asunder
Oh, there is thunder in our hearts
(Is there so much hate for the ones we love?)
Oh tell me, we both matter, don't we?
It's you and me that won't be unhappy

And if I only could
Make a deal with God
And get him to swap our places
Be running up that road
Be running up that hill
Be running up that building
And if I only could
Make a deal with God
And get him to swap our places
Be running up that road
Be running up that hill
With no problems

(C'mon, baby, c'mon darling
Let me steal this moment from you now
C'mon, angel, c'mon, c'mon, darling
Let's exchange the experience)

And if I only could
Make a deal with God
And get him to swap our places
Be running up that road
Be running up that hill
Be running up that building
So if I only could
Make a deal with God
And get him to swap our places
Be running up that road
Be running up that hill
With no problems