Navegar pelas regras do YouTube para monetização do seu vídeo pode ser uma grande dor de cabeça para os criadores de conteúdo em geral, mas o YouTube está expandindo suas políticas para palavrões e conteúdo sensível.

Anteriormente, o YouTube permitia palavrões leves como "inferno" ou "droga" em vídeos monetizados. Agora, porém, o YouTube permitirá linguagem obscena moderada, como "s ** t" e "b ** ch" nos primeiros 30 segundos de um vídeo, bem como linguagem obscena rara e censurada (palavra com f, etc.) mais adiante no vídeo.

Além de aumentar a permissão para palavrões, o YouTube permitirá que os criadores de conteúdo monetizem vídeos sobre "drogas recreativas e conteúdo relacionado a drogas", "documentário ou conteúdo de notícias que pode incluir interações violentas com autoridades policiais" e "questões polêmicas onde não explicita no vídeo discussões objetivas de questões polêmicas." Os criadores também serão capazes de monetizar mais vídeos que apresentam temas adultos "entregues através do contexto do humor", como romance e piadas de namoro (O stand up brasileiro vai ao delírio agora). 

O site também forneceu exemplos mais específicos de conteúdo que ainda não pode ser monetizado, incluindo conteúdo adulto, atos nocivos ou perigosos e conteúdo relacionado a armas de fogo.

"Com base na opinião do criador e do anunciante, atualizamos nossas diretrizes para permitir que mais conteúdo se torne elegível para monetização total (ícone verde) enquanto continuamos a manter os padrões da indústria de anunciantes", disse o YouTube em uma atualização de política na terça-feira.

Essas mudanças ocorrem no momento em que os Estados Unidos continuam a lidar com questões delicadas como a brutalidade policial e a legalização das drogas, que podem ter levado alguns aspectos dessa mudança de política.