Clube tradicional que já conquistou o mundo no futebol, o Botafogo escreve uma gloriosa história nos esportes eletrônicos. A Estrela Solitária decidiu expandir o projeto para outras modalidades e, nesta semana, anunciou que está ingressando no competitivo de VALORANT.

O Glorioso não chega no FPS da Riot Games com espírito aventureiro, mas com vontade de fazer a Estrela Solitária brilhar no alto do cenário da modalidade. Por conta disso, realizou um minucioso estudo sobre o competitivo e encontrou sete integrantes aptos a vestir a camisa alvinegra.

No elenco estão presentes atletas que já obtiveram bons resultados no próprio VALORANT ou então em outros títulos do gênero FPS, como Counter-Strike. É o caso de Lucas "poti" Poti, que pela Galaxy Carrots disputou fases do VALORANT Challengers Brasil (VCT), torneio que faz parte do circuito VALORANT Challengers Tour.

Experiência também sob os ombros de Caique “faintz” Melia, Gabriel “palozera” França, que defenderam importantes organizações e disputaram grandes torneios no FPS da Valve. Também fazem parte do time Evandro “eternal” Monteiro e Gabriel “lugn” Leão, o treinador Vinicius “VN” Stradiotto, além do manager Lucas “TheLynx” Luro.


Lucas "poti" Alex

Caique “faintz” Melia

Gabriel “palozera” França

Evandro “eternal” Monteiro

Gabriel “lugn” Leão

Vinicius “VN” Stradiotto

Lucas “TheLynx” Luro

A equipe de VALORANT do Botafogo, inclusive, já tem data para estrear. Será no dia 14 deste mês, quando disputará o Ultimasters AOC, uma das principais competições independentes do cenário - aquelas não realizadas pela Riot. Tal compromisso servirá de teste para um desafio maior: o classificatório para a 1ª fase da 3ª etapa do VCT.

"A entrada no Valorant traz expectativas para o crescimento do Botafogo Esports, fortalecendo nossa frente no cenário com resultados expressivos em todo o ecossistema. Como a Bird é também uma empresa especializada em criar conteúdos, a entrada na modalidade promete fomentar ainda mais o engajamento não só com a torcida botafoguense, mas também em projetos com marcas endêmicas e não endêmicas que já entendem que o esports é o novo esporte!"

"Nossa gestão desenvolveu uma estratégia minuciosa para a contratação do time oficial, que visa alta performance, disciplina e visibilidade dos nossos jogadores. Estamos confiantes que faremos a diferença! #GoFogo!" - disse a Ceo da Bird, Vanessa Oliveira.

“Nossa primeira experiência foi no cenário de PES, um dos mais tradicionais games de futebol, produzido e distribuído pela Konami, que teve início num campeonato de 11x11 promovido pela CBFDV no fim de 2020 e continuou no início de 2021 com o eGol, campeonato oficial da desenvolvedora, em parceria com a Globo, na modalidade 3x3."

"Foram experiências muito positivas que nos deram a base burocrática e profissional que, hoje, aplicamos na nossa equipe de Valorant que é um grande e novo desafio, extremamente bem vindo e animador! Tenho grandes expectativas pro futuro dessa Line Up, as primeiras impressões foram ótimas e, na rotina, estamos nos dando muito bem! #GoFogo!”, destaca o manager, Lucas “TheLynx” Luro.

"É uma honra e um prazer enorme receber o reconhecimento de um clube e uma organização tão grande quanto a do Botafogo, me sinto extremamente feliz, animado e empolgado para começar a representá-los com os meninos, estamos juntos a um tempo e ja contávamos com uma grande evolução, agora com apoio, investimento e estrutura as nossas expectativas para brigar pelo topo do tier 1 são bem grandes. #GoFogo!", declara o pro player Lucas “Poti” Alex.

A entrada do Botafogo no VALORANT é o segundo de futuros movimentos que o clube dará nos esportes eletrônico. Atualmente o alvinegro compete no futebol virtual Pro Evolution Soccer (PES). O projeto de esports do Glorioso é gerido pela Bird Cia.

Para saber mais acompanhe nossas redes sociais Twitter e Instagram.