Kildary Costa, servidor público do setor judiciário, estreou na literatura com “A Parca”, livro lançado em fevereiro deste ano pela Plus+, selo do Grupo Editorial Coerência. A obra narra Perséfone entrando em uma jornada junto com seu irmão e amigos para descobrir o que existe no pós-morte, porém a protagonista passa por processo de autoconhecimento à medida que adentra um novo mundo.

Inspirado no Realismo Fantástico, o autor explora uma história enigmática com toques sobrenaturais sobre perda, lembrança, família e os pensamentos sobre a permanência da vida e a efemeridade da morte.

"A Parca" está à venda no site da editora, Shopee e nas maiores livrarias do Brasil.

Sinopse: Perséfone não tem nem vinte anos, mas já viveu uma grande tragédia. Ou melhor, duas. Desnorteada com as mortes repentinas de sua irmã e seu pai, junta-se ao seu irmão, Dionísio, e seus amigos, que especulam sobre o que existe no pós-morte, e começa a desvendar os segredos da comunicação com as almas dos falecidos.

Em meio a lembranças, sonhos e redescobertas, Perséfone inicia uma jornada de autoconhecimento à medida que adentra um novo mundo, estranhamente familiar, onde nossas histórias são criadas, percebendo que o destino de todos que conhece está entrelaçado e que o próprio mundo pode estar em risco. Afinal, quem traçou esses caminhos?


Sobre o autor: Kildary Costa nasceu em Fortaleza em 1977, e formou-se em direito pela universidade federal do Ceará. Servidor público, morou alguns anos no Amazonas, e depois no Piauí. Leitor ávido desde criança, decidiu escrever seu primeiro romance, A Parca, a partir de experiências pessoais. Atualmente reside em Teresina, com esposa e filho.