Chegamos a Junho e mais um ano sem festa junina, big F mais uma, contudo vamos atrás da galera que usa xadrez? Pode vir sertanejo? Ainda pode vim nostalgia pesada? Pode ser que no final do mês surpreenda, mas, começa com surpresa nichada para os idosos dos 30 anos com as gêmeas Kenia e Keila, as K-Sis/Cassis.


Começando suas carreiras aos 16 anos as gêmeas mineiras ficaram famosa na época da MTv e até chegaram a se tornar VJs da casa em 2006. Com o jeito meio sincero e cheio dos sarcasmos e lingua solta que encantou jovens, a dupla trazia um som pop com algumas pegadas nas vertentes do rock nacional.

Sem se prender a gêneros suas músicas chegaram a transitar em outros estilos, como o som de hoje que até se tornou trilha da Malhação em 2005 e ainda foi eleito o "hit lésbico do ano" e bom para embalar as diversas fics geradas com essa cena abaixo de "Crise Nas Infinitas Terras". 

E não acabou sendo por acaso isso já que Keila é lésbica, e junto com sua irmã que mesmo não sendo, ajudaram muitas garotas que não viam como "sair do armário" para ser feliz em uma época que começavam algumas cabeças a serem menos preconceituosas, e vermos isso lentamente caindo aos poucos. Uma hora as pessoas como a se respeitar sem imporem diversos porem.

A carreira da dupla deu uma pausa em 2008, e agora, por volta de 2018 voltaram mais madura e trocaram o "K-Sis" por "Cassis". Você lembra delas na TV ou pelas músicas? Não esconda sua idade pois estamos todos na mesma geração se lembramos delas risos.

Siga a playlist do Play Retrô no Spotify clicando aqui.

Letra

Chorando o gelo que você me deu
Achando que você já me esqueceu
Não sei se foi você ou se fui eu, menina, menina

Eu to ficando com uma sensação
Que eu fui a pista e você, o avião
Você o trem e eu a estação, menina, menina

Eu lembro beijos, blues e poesia.
O sal na pele, você me lambia
E eu dizia: "Oh baby, I love you"

Eu lembro a cara que você fazia
Será que eu lembro o que não existia?
Você dizia: "Oh baby, I love you"

Tô na Bahia e tô sentindo frio
Praia tá cheia; em mim tudo vazio
Quebrei a corda, eu tô por um fio, menina, menina

Eu te procuro até não poder mais
Na Internet, bares, nos jornais.
Trombar você é o que eu quero mais, menina, menina

Eu lembro beijos, blues e poesia
O sal na pele você me lambia
E eu dizia: "Oh baby, I love you"

Eu lembro a cara que você fazia,
Eu lembro dia e noite, noite e dia
Você dizia: "Oh baby, I love you..., I love you...
Baby, I love you...I love you".