Português

O meta da Twitch para aumentar os assinantes e seguidores é uma fera em constante mudança, mas como já vimos em 2021 com a tendência das banheira após a tendência de ficar deitado na cama com roupas leves, essas mudanças no comportamento dos streamers podem se tornar virais. Em junho, o meta parece ter mudado mais uma vez.

A popularidade das lives de banheiras foi um assunto controverso no início de 2021, com as streamers tirando seus biquínis do armário para ter mais atenção em suas transmissões. Muitos canais também tiveram um crescimento significativo nesse período, incluindo IndieFoxx, XoAeriel e Amouranth, para citar algumas.

A seção Just Chatting (Só na Conversa) da Twitch foi criada para que os streamers que não curtem muito ou não querem ficar apenas nos games e possam se envolver melhor com sua comunidade com as transmissões IRL. Porém, a categoria foi dominada por streams de jacuzzi/banheira/piscina ao longo de abril e maio, com alguns telespectadores sugerindo que o conteúdo merecia uma proibição ou ir para a plataforma laranja e preta.

Por outro lado, a plataforma decidiu abrir uma nova categoria de praias e piscinas em 21 de maio. Eles disseram: “Embora tenhamos diretrizes sobre conteúdo sexualmente sugestivo, ser considerado sexy por outras pessoas não é contra nossas regras, e a Twitch não aceitará a aplicação de ação contra as mulheres, ou qualquer pessoa em nosso serviço, por sua atratividade percebida.”

Saem as banheiras, entram as camas e o microfone suspeito de ASMR

Muitos dos streamers que aderiram à tendência ASMR também estão misturando-o com streams de banheira de vez em quando, embora as estatísticas dos últimos sete dias sugiram que há uma mudança muito maior em jogo aqui.

Conforme visto abaixo, nos últimos sete dias - no momento do post - a categoria ASMR acumulou mais de 2,1 milhões de horas assistidas, enquanto a seção de banheiras ficou para trás em 1,8 milhão de horas. Esta é uma queda significativa na categoria de banheiras em comparação às semanas anteriores.



Um fator importante nessa mudança provavelmente vem dos grandes nomes da plataforma, como Amouranth, que tem singelos 3,1 milhões de seguidores "apenas".

As rivais aderem a tendência do ASMR de lambida

Apenas um mês depois que a categoria de banheiras foi criada, como Alinity previu anteriormente, a tendência desapareceu - e agora aparentemente foi substituída.

A categoria ASMR na Twitch provou ser o próximo destino para muitas das streamers que se beneficiaram do meta anterior.

Agora, elas estão deitadas enquanto transmitem vestindo a famosa leggings TikTok e “lambem a orelha” de seus microfones ASMR. Em alguns casos, uma característica das streams é oferecer contato visual enquanto lambe o microfone para doações e subs. Sugestivo?

S-s-senpai?

Armadas com tudo isso elas colocam metas para interações da stream como troca de roupa a cada x subs, lamber o microfone orelha olhando pra câmera por sub, condições especiais por donates de determinado valor e por aí vai.

Assim como em muitas das lives de banheira antes da categoria dedicada, Amouranth e Indiefoxx continuam apagando VOD e clips dessas lives, assim, mantém o motivo para o público estar presente na live e continuar expandindo o número de seguidores e subs. Enquanto isso, o famoso VOD da Mia Malkova continua no ar...

Meus 2 centavos: as lives de banheira podiam gerar controversias e discussões válidas, contudo, rodou com regras um pouco mais claras e punições mais diretas quando haviam, por mais em sua maioria algumas etnias pareciam ser a vitima favorita da plataforma. Com esse novo meta de ASMR de lâmbidas, bem, o sexualmente sugestivo está bem explicito. Dificilmente algum adolescente/adulto não vai ver coisas similares nessas imagens que elas geram. Mais explicito que isso, só se elas testarem fazer um ato coito na Twitch!