Hoje, Escape from Naraka, jogo de plataforma em 1ª pessoa da desenvolvedora indie Xelo Games, recebe suporte ao Ray Tracing, que inclui iluminação Global RTX, traçado de raios nas sombras e reflexos. O título também é compatível com o NVIDIA DLSS, que permite elevar a taxa de atualização de quadros.

Escape from Naraka é um belo exemplo do que um pequeno time de desenvolvedores indie pode fazer com as diversas tecnologias da NVIDIA, que estão disponíveis gratuitamente para todos eles. Isso também mostra o quão fácil é adicionar tecnologias complexas aos seus jogos tendo as ferramentas certas e suporte.

Ray Tracing e DLSS combinados entregam a experiência definitiva para Escape from Naraka

Com o DLSS ativado, os jogadores com GeForce RTX podem aproveitar o jogo com incríveis gráficos, nas resoluções mais altas e alto nível de detalhes.

Jogadores que estiverem jogando em uma GPU RTX podem ativar o DLSS para aumentar a performance em até 2x, com as configurações no máximo em 4K, enquanto mantêm a qualidade de imagem muito perto da resolução nativa. Em 4K, sem DLSS, nenhuma GPU NVIDIA oferece 60 FPS quando o Ray Tracing está ativado. As configurações atingem, no máximo, somente 4K. Com a tecnologia DLSS ativa, as placas GeForce RTX 3070 e superiores atingem 4K e oferecem mais de 60 FPS, mesmo com Ray Tracing ativo.


A 1440p, o desempenho também empolga, pois o DLSS leva quase todas as GPUs NVIDIA ao limite da meta de 60 FPS.


Os jogadores que utilizam uma tela 1080p, podem aumentar as configurações e mantê-las, já que GeForce RTX oferece uma experiência bem acima dos 60 FPS


Com o DLSS e Ray Tracing, os jogadores da GeForce RTX estão recebendo uma experiência única em Escape from Naraka - com sombras traçadas por raios impressionantes, reflexos e Iluminação Global RTX, juntamente com taxas de quadro incrivelmente rápidas sem sacrificar a qualidade, graças ao DLSS.

O DLSS aumenta a taxa de atualização de quadros e gera imagens mais bonitas e nítidas para os jogos. A tecnologia dá aos jogadores a opção de maximizar a performance, qualidade e a resolução de saída. Só o DLSS é capaz de manter a qualidade da imagem entre todas as resoluções nativas, mesmo a 1080p.