Com o fim da série do Loki no Disney Plus, o serviço de streaming da Disney, pode bater aquela carência por mais aventuras de um dos personagens favorito do público no MCU, e agora, da sua versão feminina Lady Loki, abaixo apresentamos sete dicas de quadrinhos para vocês continuarem a imersão pelo tempo e espaço como um Agente da TVA.

Loki: Omnibus Vol 1


As primeiras aparições do Loki na Marvel são uma coisa estranha de se revisitar pela perspectiva de hoje; ele é ao mesmo tempo mais astuto e estereotipado do mal, ao mesmo tempo que consegue ser quase caricaturalmente não ameaçador. 

Em sua primeira aparição ele é derrotado por ficar preso em uma tubulação de construção, e então quase se afogando; quando ele enfrenta os Vingadores pela primeira vez, ele cai em um alçapão e fica preso em uma fornalha revestida de chumbo. Acabam sendo coisas mais bobas no geral o seu inicio.

Link da HQ aqui!

Vote Loki


Faz muito sentido que um autodenominado Deus das Mentiras opte por se envolver na política, especialmente quando isso pode expor o quão fácil é ganhar seguidores e devotos sem nunca ter que dizer a verdade. E se Loki pudesse se tornar o favorito em uma eleição presidencial sem nem mesmo tentar - e se ele fizer isso, o que isso diz sobre a maneira como elegemos nossos líderes?

Christopher Hastings e Langdon Foss levam Loki em uma direção inesperada - ainda que totalmente adequada - com esta história que é em parte sátira política, em parte história de super-herói e todas as travessuras da mais alta ordem. O redator-chefe da série do Disney Plus, Micheal Waldron, confirmou parte da influência do quadrinho na série.

Link da HQ Vote Loki

Thor by Walter Simonson 


Se há uma coisa em que os fãs mais antigos do Thor concordam, é que nos meados da década de 1980, o quadrinho mensal do escritor e artista Walter Simonson, é indiscutivelmente o ponto alto da existência do personagem nos quadrinhos. Publicadas de 1983 à 1987, Simonson modernizou e redefiniu o herói e seu elenco de apoio com histórias que iam do épico em escopo - Asgard é atacado e Odin cai! - para o íntimo.

Entre tudo isso estão algumas das melhores histórias ja contadas do Loki, incluindo sua tentativa de, essencialmente, usar uma poção do amor como uma forma de dominar Asgard, e o que acontece quando ele consegue sua vingança final sobre Thor, transformando-o em um sapo (você provavelmente não está pronto para as aventuras do Sapo do Trovão, ainda). Lindamente ilustrado e infalivelmente divertido, é um ponto alto para todos os envolvidos.

Link da HQ aqui!

Loki Mistress of Mischief


O público pode pensar no Loki como irmão do Thor - meio-irmão, tecnicamente - mas as coisas são mais complicadas do que isso, o que só parece adequado, considerando o quão escorregadio Loki pode ser quando ele quer. Quando o personagem voltou aos quadrinhos após o que certamente parecia uma morte certa alguns anos antes, Loki reapareceu como uma mulher.

O escritor J. Michael Straczynski (Sense8) e o artista Oliver Coipel transformaram Loki em uma femme fatale mais gótica para o relançamento da história em quadrinhos do Thor em 2007, mas sua necessidade de causar o tipo de problema que só a beneficia em o longo prazo permaneceu exatamente o mesmo... incluindo até uma equipe de super-vilão com o arqui inimigo do Homem-Aranha, Norman Osborn (Duende Verde), entre muitos outros.

Link da HQ aqui!

Journey Into Mystery - Volumes 1 e 2


Loki morreu novamente em 2010, mas isso não foi o fim dele, claro ... só que... meio que foi. O que se seguiu após sua morte foi o nascimento de um novo tipo de Loki que não caiu tão facilmente nas categorias de “herói” ou “vilão” e buscou a redenção por seus pecados passados. Ah, e ele também era uma criança - o que significava que mesmo aqueles que não se voltaram contra ele imediatamente não estavam dispostos a levá-lo a sério quando importava.

Kieron Gillen e Doug Braithwaite usaram isso como base para uma história que redefiniu o personagem por si só, condenado a um tipo particular de tragédia desde o início. A narrativa em “Journey Into Mystery” é engraçada, comovente e só pode convencê-lo de que o Senhor das Mentiras não é realmente um cara mau - ou, pelo menos, ele não precisa ser.

Loki: Agent of Asgard


Se há uma lição que todos familiarizados com Loki realmente deveriam ter aprendido no início, é que não se pode confiar nele para seguir ordens - algo que a TVA foi aprendendo na série do Disney Plus. Infelizmente, parecia que os corpos governantes de Asgard não tinham percebido isso no momento em que esta série de 2014 começou, com Loki sendo um espião um tanto indigno de confiança, em teoria, trabalhando para seu reino natal...

O que se segue é uma história comovente e cheia de reviravoltas, de Al Ewing e Lee Garbett, sobre autodeterminação, a habilidade de desafiar o destino e exatamente com quem e o que Loki realmente se importa (spoilers não é só ele mesmo). Um texto-chave para qualquer pessoa interessada em Loki-ologia séria.

Confira a HQ aqui!

Loki - The God Who Fell to Earth (O Deus que caiu na Terra)


E assim, chegamos onde o Deus da Mentira está atualmente, em termos da complicada mitologia dos quadrinhos da Marvel: uma série de 2019 na qual Loki - que, mais uma vez, morreu e voltou à vida - tenta algo novo: ser um bom rei para os Gigantes de Gelo (Frost Giants).

Isso não é tão fácil quanto possa parecer, principalmente porque ninguém acredita que Loki virou uma nova página na sua vida e Loki pode não ter realmente voltado dos mortos, e o mais importante, é meio chato ser o governante de um reino em primeiro lugar, convenhamos. O roteirista Daniel Kibblesmith e Oscar Bazaldua de “Late Show with Stephen Colbert” mantêm os pratos e as cabeças girando com esta coleção dos quadrinhos mais recentes de “ Loki”.

Link da HQ aqui!

Curtiu as indicações? Elas farão com você que conheceu o personagem pelo MCU, o conheça melhor e ainda fique mais claras algumas ideias que foram utilizadas no personagem ao longo dos filmes e da sua série no Disney Plus. Conta pra gente o que você mais curtiu do Loki na série!

adaptado do Variety