Demorou mas finalmente vamos falar um pouco sobre a discussão que dominou o Twitter encabeçada por criadores que pararam na plataforma, e, sofreram muito com a redução das novas comissões as ingressões pagas na Twitch. Conforme te informamos aqui, os preços foram localizados no Brasil, e com isso, facilitou para mais pessoas ajudarem seus streamers favoritos, porém, canais médios e grandes não curtiram os novos rendimentos dessas mudanças.


Ao longo do texto colocarei vídeos interessantes, tanto contra, tanto a favor das causas!

Precificações locais de subs na Twitch

Desde o dia 27 de julho de 2021 a Twitch colocou em vigor os novos valores para se tornar Sub de canais na plataforma. Agora, o sub que antes custava em tornos dos R$ 24, agora, custa apenas R$ 7,90 e isso foi muito bem recebida pela maior base que sustenta a plataforma: os viewers (a audiência).

Não há dúvidas que um preço local do que um preço convertido do original, o sub custa U$ 5 no Estados Unidos e cada país cobrava um valor aproximado do câmbio. O número de inscritos acabou crescendo em diversos canais, de diversos tamanhos e audiência. Nós, mesmo com um canal que se encaixa no famigerado "canal pequeno" que se tornou uma muleta essa semana, vimos nossos subs médios subirem 366%. O que era pouco, se tornou um número legal e nossa meta é visível para desbloquearmos mais emotes para nossa audiência.

O que mudou para o streamer os novos valores?


Antes o sub era pago em dólar, e o repasse também. Ainda recebemos em dólar da plataforma, porém, os valores caíram em torno de 66%, e com isso, um Prime que rendia U$ 1,74 e agora rende U$ 0,49. Isso mexe nos ganhos? Sem dúvidas, contudo, os pontos que querem brigar foram muito mal expostos e envolvem muitas controvérsias e o fim de um comodismo em muitos.

Com ou sem redução de ganhos a Twitch sempre taxou 30% dos ganhos na hora do saque. O motivo? Imposto estadunidense, e este, só poderia ser reduzido ou mesmo eventualmente zerado, diante de um acordo entre Brasil e Estados Unidos para não ter bi-tributação. Antes esses mesmo valor de taxação não incomodava os streamers, curioso não?

Os problemas de uma iniciativa que tinha tudo para ser boa começaram com as abordagens e desculpas utilizadas como sermos funcionários do Jeff Bezzo (ele nunca deu a benção ou me ameaçou pra fazer lives na Twitch ou mesmo me impede de parar a qualquer hora), que a redução do valor do sub era nociva para streamers pequenos (esse ponto me incomoda e explicarei mais abaixo) e que aumente o valor do repasse (é muito válida uma conversa para chegar num equilíbrio bom para os dois lados).

Após as primeiras chamadas de atenção e reprovação, o Sindicato dos Streamers mudou o texto do manifesto (no original exigiam que a Twitch/Amazon se curvassem a eles) e o nome para União dos Streamers. Se o nome original era para ser tratado como MEME, eles conseguiram que a causa toda se tornasse um...


Como um streamer ganha dinheiro na Twitch? Arrasta pra cima...

Com a pandemia e mais gente em casa por mais tempo, as live se tornaram a principal forma de entretenimento para fugir um pouco do noticiário que a cada dia, só relatava mais mortes de covid e poucas esperanças, até que, chegamos na esperança de dias melhores com os surgimentos das primeiras vacinas aprovadas (já se vacinou? Para de vacilar em live e corra no posto de saúde próximo da sua casa).

Estranhamente muitos começaram a ver a Twitch como o "novo Uber" e depositaram toda esperança de fazer dinheiro na criação de um canal para jogar ou conversar com as pessoas. Ao iniciar um canal a única forma de ganhar dinheiro é se você disponibilizar link para doação, pix e derivados. Propriamente da Twitch, somente ao se tornar Afiliado, e os ganhos melhoram ao se tornar Parceiro.

Quando a monetização enfim é liberada teremos:

  • Sub
  • Bits
  • Propagandas (Ad)

Pegando os valores atuais de sub e pegando 20% do valor que o viewer paga, temos valores próximos da comissão atual. Os bits são moedas da Twitch e cada unidade equivale a U$ 0,01 e por consequência, 100 bits rendem U$ 1,00 ao streamer. Os ad geram U$ 3,50 para cada mil pessoas que assistirem anúncios, ou seja, é mais efetivo quanto maior a sua audiência.

Com uma comissão maior dos subs, dependendo da sua quantidade de inscritos no mês, era possível canais pequenos retiraram os U$ 100 de um à três meses, e canais com centenas de milhares de seguidores, conseguem mais fácil. Mesmo eles querendo se igualar aos canais com mais de 50 seguidores e 1 á 3 viewers diários.


A hipocrisia do movimento

Como dito acima, vamos ao ponto que me deixa sem confiança em tal movimento desde se auto declarar piada sindicato dos streamers (pois meme virou sinônimo de piada na web). É estranho que canais com 100k pra cima estejam preocupados com os pequenos streamers somente agora, que pasme, machucou no bolso deles e de jeito. Todo aquele discurso de live por amor se esvaziou com o novo sub.

Não tá errado você ganhar dinheiro com o que escolheu para trabalhar, contudo, a hipocrisia é algo que cobra, especialmente da galera que ama se declarar anticapitalista, defensor do PT, e no fim, só quer ser o novo milionário do pedaço.

Streamers pequenos sempre pediram ajuda/dicas desses canais, e até mesmo para canais gigantes como Gaulês, YoDa, Alanzoka por exemplo. E acaba sendo mais fácil um desses três dar atenção ao pequeno criador, do que o pequeno-médio criador com síndrome de grande.

Existem diversas maneiras de ajudar canais pequenos sem tocar no bolso, e esses canais, simplesmente ignoravam isso. Dar gank em pessoas com menos de 10 pessoas assistindo ou zeradas? Nada! Incentivar sua audiência a ir nesses canais ou fortalecer sub em canais menores com o novo preço? Nada! Nunca houve alguma preocupação com o streamer pequeno mas agora nos tornamos a muleta do movimento.

A cada dia o movimento vai mudando suas falas, e no fim, apenas o pedido de mais transparência dos ganhos (que é bem vindo mesmo) é conflituoso pois por um lado dizem que eles não conseguem ver, por outro, todo streamer consegue ver o quanto a live rendeu nos diversos tipos de monetização que a Twitch disponibiliza! 

O que poderia acontecer agora seriam esses valores também serem localizados, e assim, facilitando o quanto farmamos. Também seria interessante sugerir um valor localizado de saque ou a possibilidade desse valor ser flexível de acordo com o número de seguidores e apoiadores do canal.


No manifesto atual desse texto, tem uma parte que chama muito a atenção, e novamente, temos contradições ou criação de narrativas com: 

" [...] evantamos também a questão relativa à perda da satisfação por parte do viewer no ato de contribuir monetariamente, tendo em vista a perceptível diminuição nos repasses diretos para o criador de conteúdo, dificultando a construção de uma relação na qual a comunidade de viewers se sente relevante na renda dos associados à plataforma."

Sejamos sincero: o afegão médio que nos assistem tem zero ideia de quantos recebemos por sub! Não é atoa que eles acreditam que geral fica milionário com a chuva de Primes no canal (ok, de leve dava um dinheiro legal mas não a esse ponto). 

São poucos os viewers que tem noção do quanto cada streamer ganha com um tipo diferente de sub, e para piorar, muitos streamers também não tem noção do valor que ganha do Prime ou do Sub Tier 1 por exemplo. Então afirmar que seu público ficou triste com o sub mais barato, sendo que, ele tá soltando rojão de gastar menos e conseguir ser sub... é conflitante!


A parte do texto que cobra um diálogo melhor e mais transparente é totalmente válido e realmente precisamos disso. Apesar de muita gente não ter se preocupado com injustiças que aconteceram na plataforma como o caso do Sheviii2k ou do YoDa por exemplo.

Apagão da Twitch e conclusão

Se um sidimeme já mexeu muitos com pessoas a favor ou contra o movimento, ainda vimos surgir o Apagão Twitch e com isso, vimos surgir o paralelo "PT vs PSOL" dos movimentos, ou seja, ambos estão na mesma luta mas não estão juntos e não querem ser ligados um ao outro!

O apagão seria uma greve de streamers e... Respeito se você aderir mas vamos lembrar que além deles escolherem segunda-feira, dia que a grande maioria já usa de folga (logo não perderão dinheiro que uma transmissão renderia) o singelo detalhe: streamer é como autônomo. Você já imaginou o vendedor autônomo entrando em greve? Já deu pra entender né.


Mais uma vez, esperamos que coisas sensatas sejam discutidas caso chegue a existir um diálogo da Twitch com algum dos movimentos, e sobre o meme da greve, segunda-feira nossa live estará on e seu o follow e eventual sub é muito bem vindo mas ainda acredito que os valores recebidos fossem iguais, nenhum movimento teria sido criado!