Plays anteriores



Agosto é sempre difícil e ironicamente, é o mês do meu aniversário. Pra compensar a vibe pesada, foi perfeito trazer esses plays direto de 2011. Nesses momentos é que a música mostra porque é a minha forma de arte favorita, pelo tanto que ela me salva. Isso até já me deu ideia de especial para setembro, mas a gente fala sobre isso em... Setembro. Por aqui, terminamos o mês com uma das músicas da minha vida: Forsake Not the Dream do Trivium.

Simplesmente as ironias do entretenimento

Em 2011 o Trivium lançou o In Waves, quinto álbum de estúdio. A órbita dos planetas alinhou de um jeito fantástico, porque nesse ano teve de tudo: gente que eu comecei a ouvir (Versailles, Florence + The Machine), banda favorita (Within Temptation), e gente que eu conheci um ano antes - In Flames e Trivium. Essas duas bandas, aliás, me introduziram ao metalcore e ao death melódico, a vertente do metal que eu menos gostava e que hoje é uma das minhas favoritas.

Sobre o In Waves... O que dizer do meu álbum favorito do Trivium, que ainda é uma das trilhas sonoras da minha vida? Não basta ser um álbum fantástico, ele foi lançado no dia 2 de agosto - o meu aniversário é dia 6. Esse foi o primeiro registro com o novo/atual baterista Nick Augusto, um reforço muito bem-vindo. O cara toca demais e tem muita energia.

Do I end this all for the world to see?

O álbum marcou o retorno ao metalcore e heavy metal clássico, diferente do Shogun que basicamente um álbum de thrash metal. O Shogun é excelente, vale registrar. Também recomendo. O In Waves tem 13 faixas, a primeira é um instrumental que mostra porque a chegada do Nick valeu tanto a pena. Como singles foram lançados In Waves, Built to Fall, Black e Watch the World Burn. Os clipes da era In Waves são alguns dos melhores da carreira do Trivium.

E o nosso Play?

Ouvir o In Waves foi uma baita experiência emocional junto com o The Unforgiving.

Sabe quando uma música "conversa" com você? Ela fala o que você precisa ouvir, quando mais precisa. Imagine então dois álbuns fazendo isso. Era uma época de correria, incerteza, stress, igualzinho hoje em dia - mas por motivos diferentes. E para época, Forsake Not the Dream bateu direto no emocional.

A música é uma excelente performance de metalcore. Se alguém ainda tem preconceito com esse gênero em pleno 2021, é porque não ouviu o Trivium. A letra virou um dos meus motivacionais favoritos, que me empurrou a acreditar mais um dia que as coisas dariam certo. Forsake Not the Dream me marcou tanto, que quando eu precisei colocar uma citação a abertura da minha monografia, não teve erro:

Vanquish that which kills you, darling
Forsake not the dream

Então hoje eu quero dividir essa história aleatória que eu adoro, e essa música que eu simplesmente amo.


Letra

Been down this road too many times
You taught me how it feels to die
We learn what it feels like
To feel pain for the first time
We learn what it feels like

To suffer
Give me the strength
To face what's in front of you
In front of me
By any lenght

To face what's in front of you
In front of me
I watch it fall before my eyes
This dream we've built for our
Whole lives

We learn what it feels like
To feel pain for the first time
We learn what it feels like
To suffer
Give me the strength

To face what's in front of you
In front of me
By any lenght
To face what's in front of you
In front of me

Vanquish that which kills you, darling
Forsake not the dream
Through the world, I feel I'm falling
Forsake not the dream

Crest fall in
On the crestfallen
Collide
And collapse
Crest fall in
On the crestfallen
Collide

And collapse
Give me the strength
To face what's in front of you
In front of me
By any lenght

To face what's in front of you
In front of me
Vanquish that which kills you, darling
Forsake not the dream
Through the world, I feel I'm falling

Forsake not the dream
Forsake
Forsake
Forsake not the dream