Plays anteriores:



Setembro está nos deixando, mas não sem antes mais um Play atrasado. A segunda-feira foi bastante da esquisita, e uma série de erros me atrasaram de soltar o texto no dia. Isso prova o quão puxado e tosco o mês conseguiu ser, um reflexo desde o começo da pandemia, né? A gente vive pulando de problema em problema, dá três passos pra frente e dois pra trás.

Por aqui, tem música boa. Mais uma vez, muito obrigada mesmo por continuar com a gente, musicando e ouvindo as minhas histórias aleatórias. Significa muito. Esse mês foi muito importante pra mim falar mais uma vez sobre saúde mental, pois é um tema que precisa ser martelado sempre. Então vamos de Sad Songs (Say So Much) do Elton John.

Volto a dizer

A gente precisa normalizar falar sobre a tristeza, a depressão, um dia ruim. Querendo você ou não, são coisas que fazem parte da vida, e da atual, muito mais frequente do que a gente gostaria. Sorrir é ótimo e eu adoro, mas socar um monte de sentimentos ruins dentro da cabeça sem nunca poder falar... Não é nenhum pouco saudável.

É preciso aprender a ouvir quem quer falar, pois amanhã pode ser você quem precisa de apoio. Quando um ajuda o outro, a vida ajuda todo mundo.

Eu estendo isso também para música

Breaking Hearts é um álbum lançado em 1894, e o último com a formação clássica da "Elton John Band". A música que encerra o álbum é o nosso Play, e o primeiro verso dela é perfeito: existem momentos quando todos nós precisamos dividir um pouco de dor. Músicas alegres e felizes são ótimas e eu adoro, mas tem dias que a gente precisa é ouvir um negócio pra chorar, colocar a raiva pra fora, sabe?

A música sempre foi uma forma de conectar as pessoas em momentos ruins também. Isso é necessário. Quando a gente se une, se sente menos sozinho, sozinha, e a vida parece menos infeliz. Mesmo que seja só você e aquela música que sempre te faz chorar: tá valendo. 

E o nosso Play?

Sad Songs é um pop/soft rock com o humor certinho, perfeitamente equilibrado entre a vibe alegre e a triste. Ela fala exatamente sobre o que eu disse: como as músicas tristes "são um toque gentil" quando a gente mais precisa delas. E é sobre isso mesmo.

O clipe é melhor ainda em traduzir esse sentimento: um mundo cinza de pessoas tristes, que ganha um pouco mais de cor através da conexão pela música. Eu também gosto muito das coreografias, meio country aleatórias. É divertido. Isso prova que apensar do nome, Sad Song é uma música sobre esperança por dias melhores. É o que eu sempre entendi dela, no que eu me apeguei, e mais do que nunca, continuo acreditando.


Letra

Guess there are times when we all need to share a little pain
And ironing out the rough spots
Is the hardest part when memories remain
And it's times like these when we all need to hear the radio
Cause from the lips of some old singer
We can share the troubles we already know

Turn them on, turn them on
Turn on those sad songs
When all hope is gone
Why don't you tune in and turn them on

They reach into your room
Just feel their gentle touch
When all hope is gone
Sad songs say so much

If someone else is suffering enough to write it down
When every single word makes sense
Then it's easier to have those songs around
The kick inside is in the line that finally gets to you
and it feels so good to hurt so bad
And suffer just enough to sing the blues

Sad songs, they say
Sad songs, they say
Sad songs, they say
Sad songs, they say so much