Mike Tyson mais uma vez falou bem de Jake e Logan Paul e do boxe no YouTube em geral, afirmando que sua jornada no esporte é a "troca da guarda" e acredita que isso moldará seu futuro.

Os fãs de boxe têm sentimentos confusos sobre ver YouTubers como Jake e Logan Paul amarrar as luvas e entrar no ringue. E é compreensível o sentimento, convenhamos, assim como o de Tyson com o futuro tendo novos influenciadores para manter o esporte vivo.


Mas depois de ver Jake derrotar Ben Askren e Tyron Woodley e Logan sobreviver contra Floyd Mayweather e o fato de suas lutas terem alcançado números insanos, não há como negar que eles estão ajudando o esporte a crescer. Mike Tyson expressou essa opinião não uma, mas duas vezes agora, e a elaborou ainda mais durante seu podcast.

Ele não apenas afirmou que as lutas deles são ótimas do ponto de vista dos negócios, mas acredita que elas podem ser o futuro do esporte.

“Este é o negócio. Estamos falando de uma perspectiva de negócios. Eu não me importo se parece bobo ou engraçado. Esse dinheiro é real e esses caras estão sendo nocauteados. É tudo apenas entretenimento”, disse ele.

“Se eu trouxer o campeão mundial e colocar no meu card e ele trouxer um milhão de pessoas, já é muito. Mas se eu trouxer esse merda de cabelo loiro e olhos azuis, ele ganha 70 milhões. Eu amo-o. Vou colocá-lo no meu card.”


Tyson descreveu esse processo como “a troca da geração” do esporte, que ele sabe que é difícil para as pessoas aceitarem. Ainda assim, ele acredita que boxeadores do YouTube como eles são uma grande parte disso, e ele quer dar a eles seu próprio torneio e cinturão.


“Daqui a dez anos, quero que todos os boxeadores do YouTuber façam um torneio e lutem para determinar quem será o campeão de seu mundo. Eles terão seu próprio cinto e podem colocá-lo contra o cinto de um boxeador. ”

Tyson encerrou seus pensamentos admitindo que o hype vende uma luta, e boxeadores do YouTube como Jake e Logan provaram que podem entregar isso mais do que alguns boxeadores profissionais.

Por isso, acredita que eles são o futuro do esporte e não tem receio de promovê-los - principalmente se isso lhe render algum capital.

Concorda com Tyson?