Na quarta-feira (8) a Pentakill lançou o novo álbum Lost Chapter. A banda, criada pela Riot Games, é formada por campeões de League of Legends (LoL): Karthus (vocal), Kayle (vocal), Sona (teclado), Olaf (bateria), Yorick (baixo) e Mordekaiser (guitarra). Viego foi recentemente anunciado como novo guitarrista - e por tabela, novo antagonista da banda.

Mas você sabia? A Pentakill é famosa dentro e fora do LoL principalmente graças à sua dupla de vocais. Para dar voz ao Karthus e a Kayle a Riot Games escalou duas grandes vozes do metal, e hoje a gente começa conhecendo mais do Karthus, a Voz Mortal.


O presságio do fim


Karthus é um jungler de dano mágico que foi lançado no LoL há um bom tempo, lá em 2009. Ele é um espírito imortal, cujas canções assombradas são um prelúdio para o terror da sua horripilante aparição. 

Enquanto os vivos temem a eternidade dos mortos-vivos, Karthus vê no seu abraço apenas beleza e pureza, a união perfeita de vida e morte. Quando Karthus emerge das Ilhas das Sombras, ele traz a alegria da morte aos mortais, como um apóstolo dos mortos-vivos.

Quem é a voz do Karthus?

Créditos na imagem

Eu não conhecia muito bem a Pentakill até bem recentemente, e foi uma ótima surpresa saber que a voz do Karthus é o Jorn Lande.

Escalado para banda em 2014, o norueguês de 53 anos é uma das vozes mais icônicas do hard rock e heavy/power metal. Ele é conhecido pelo trabalho com bandas como Ark, Beyond Twilight, the Snakes e Vagabond, mas a sua passagem mais famosa é pelo Masterplan.

Jorn Lande tem uma voz única, rouca e bem teatral, até. Além da carreira solo com nove álbuns lançados, ele é figurinha ilustre em vários projetos. Dos três mais lembrados, um é o Avantasia, metal ópera criada por Tobias Sammet, vocalista do Edguy. O projeto tem um lore muito bom, misturado com hard rock, metal sinfônico, power, e convidados de peso.

Fugindo da farofa power/hard, Jorn também participou do Ayreon, mas exatamente no álbum 01011001. O projeto de Arjen Lucassen é todo sobre histórias conceituais, grandes convidados e uma aula de rock e metal progressivo.

O terceiro projeto mais famoso do Jorn é o Allen/Lande, uma excelente parceria com Russell Allen, vocalista da banda de metal progressivo Symphony X. Juntos os dois lançaram quatro álbuns, The Battle o meu favorito, voltando ao farofão power metal. Recomendo.

Músicas para conhecer Jorn Lande

Apenas sete músicas é muito pouco, mas a regra é clara que as listas não podem ter 50 músicas. Então a gente curte essas, e eu deixo a página dele na Metallum, a "Wikipedia do metal". Por aqui, vamos de lista.

1. Back For My Life


Talvez a primeira música do Masterplan que eu ouvi. Se você ouvir o Lost Chapter com atenção, vai notar uma grande influência do Masterplan. Eu também gosto do clipe.

2. Spirit Never Die


Minha música favorita do Masterplan. Eu adoro a letra. É o exemplo do power metal bem construído e empolgante que a Alemanha é mestre em entregar.

3. The Scarecrow


Uma das melhores músicas de metal sinfônico que você vai ouvir. Esse álbum marca o início da Wicked Trilogy, uma das trilogias musicais que eu mais gosto.

4. The Wicked Symphony


A música tem Allen/Lande nos vocais! Eu adoro os dois, então imagina eles juntos num álbum do Avantasia, que eu também amo.

5. Reach a Little Longer


Essa letra é linda e emocionante, me faz chorar até hoje. Eu descobri o Allen/Lande no Ensino Médio, e tenho um enorme carinho por esse projeto até hoje.

6. Age of Shadows/We Are Forever


Eu tenho uma relação de amor e ódio com rock e metal progressivo. Nesse caso aqui é amor. Além do Jorn, a música tem mais gente boa tipo a Floor Jansen (Nightwish) e o Hansi Kursch (Blind Guardian).

7. Stormcrow


Escolher uma musica da carreira solo do Jorn também é difícil. Eu fui com essa porque ela é mais heavy metal clássico, e porque mostra que ele é literalmente o Karthus da vida real.